quinta-feira, 31 de março de 2016

CUIDADO! PÚLPITO, MICROFONE E BÍBLIA NÃO SÃO ARMAS DE DESABAFO!



TODOS NÓS QUE TEMOS OPORTUNIDADES NA IGREJA TEMOS QUE TER UM CUIDA REDOBRADO DE COMO USAMOS ESTES TRÊS INSTRUMENTO NO TEMPLO DO SENHOR CONSAGRADOS PARA EXALTAR UNICAMENTE A DEUS, O PÚLPITO, O MICROFONE E A BÍBLIA POIS ESTES NÃO SÃO ARMAS PARA TENTARMOS ATINGIR NOSSOS INIMIGOS OU DESAFETOS.



LEMBRO-ME O QUE DISSE A UM DE MEUS PASTORES EM REUNIÃO TA VENDO AQUELE PÚLPITO  ELE DISSE SIM, EU VIREI PRA ELE E DISSE NUNCA O USEI NEM PARA PEDIR ORAÇÃO EM MEU FAVOR MESMO TENDO ESTE DIREITO, (REFERINDO-ME A PERSEGUIÇÃO POLITICO RELIGIOSA QUE SOFRI, COM AMEAÇAS,DESTITUIÇÃO DE CARGOS, TRANSFERÊNCIAS, DUPLICAÇÃO DE HORÁRIO DE EXPEDIENTE E ATRASOS DE ATÉ 5 MESES DOS VENCIMENTOS). SABE O POR QUE DISSO O PÚLPITO REPRESENTA O ALTAR DO SENHOR, ONDE OS INTERESSES DE DEUS SÃO MAIORES DO QUE OS NOSSOS POR ISSO NOSSA OBRIGAÇÃO NOS PÚLPITOS É DE ANUNCIAR O EVANGELHO, Conforme disse o apóstolo Paulo com a expressão “se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!” (I Coríntios 9.16).

 DEIXO ABAIXO UMA MENSAGEM DO PASTOR DÁRIO JOSE (PE)  FALANDO PARA QUE NÃO SERVE O PÚLPITO E OUTRA DO PASTOR WAGNER ANTONIO (SP) DO QUE DEVEMOS TER NOS PÚLPITOS PARA NOSSA REFLEXÃO E CRESCIMENTO:

PASTOR DÁRIO JOSE (PE)

A palavra púlpito vem do latim pulpitum, que traduzindo significa palco, estrado. Local de onde fala um orador, geralmente dentro de um templo religioso. Praticamente, todas as igrejas (protestantes ou não), se utilizam desse móvel, colocando-o no centro da plataforma, geralmente elevada, talvez para trazer a conotação de autoridade e centralidade. Dali, pregadores costumam se dirigir à congregação para expor suas pregações, preleções, homilias, doutrinas, ministrações, depois das leituras das Sagradas Escrituras, a Bíblia. 

Mas infelizmente, pastores e outros líderes estão usando esse espaço físico (o púlpito) e o precioso tempo de que dispõem para outras (in)utilidades, roubando, muitas vezes, a única oportunidade da semana que têm com seus ouvintes (as ovelhas). Vejamos o quê o púlpito não é: 

1 – Púlpito não é lugar de autocomiseração, onde o “pregador” fala de suas lamúrias buscando sensibilizar os ouvintes das suas “coitadices”. Isso é reclamação, nunca deve ser visto como pregação.

2 – Púlpito não é palco de stand up comedy, onde se conta anedotas, piadas e estórias engraçadas, buscando arrancar risos da “platéia”. Isso é não é estar sob a graça, é ser engraçado.

3 – Púlpito não é divã de analista, onde pregadores tentam aliviar sua frustrações diárias com seus “desabafos” pessoais à Igreja. Isso não é apascentar, mas “apausentar” ovelhas (dá paulada).

4 – Púlpito não é tribunal de júri, onde líderes procuram se defender, tentando mostrar  “a transparência” das suas ações.  Isso é falsidade maquiada de santidade.

5 – Púlpito não é lugar da “mensagem de carapuça” (mensagem que soa como uma crítica, como feita de encomenda), quando se tenta solucionar os problemas dos membros da congregação através de pregações dirigidas indiretamente. Isso é pastoreio à distância.

6 – Púlpito não é lugar de fofocas, onde se expõem confidências de gabinetes pastorais e de conversas pessoais com a membresia. Isso é assédio moral.

7 – Púlpito não é palanque político, onde candidatos têm neles, suas tribunas para referendarem e promoverem suas campanhas. Isso é trocar o sagrado pelo comum.

8 – Púlpito não é balcão de SPC, onde se expõe e se cobra as ”dívidas” dos fieis. Isso é afronta pessoal, não cuidado pastoral.

9 – Púlpito não é mesa de barganha financeira, onde “tentam” negociar com Deus dízimos, ofertas e contribuição afins. Isso é pressão psicológica, não exposição teológica.

10 – Púlpito não é lugar para palestras motivacionais ou de autoajuda, onde os ouvintes buscam ouvir o que desejam. Isso é alimentar o povo com “fast food” e não com alimento sólido.


                            WAGNER ANTONIO (SP)

Os pregadores não têm se portado à altura do ofício divino da pregação bíblica. Logo, por força dessa falta de valores as congregações têm perdido sua identidade cristã, tornando-se auditório comum e secular.

Gostaria de destacar 8 valores que certamente deveriam estar presentes nos púlpitos cristãos, princípios que fariam com que a pregação fosse muito mais relevante, eficaz e qualificada. Há muitas outras razões, mas o espaço não nos permite desenvolvê-las.

Fiquemos apenas com estes, abaixo citados:

2) Sermões devem ser cristocêntricos O tema de uma pregação não deve ser "matar um leão por dia", "vencendo o monstro da depressão", mas sim a pessoa de Deus e Sua imensa graça. Para ouvir mensagens de auto-ajuda nós buscamos palestras ou compramos livros; púlpitos de igrejas devem falar de Deus, de Cristo, do Espírito Santo, da graça, da alma, da vida eterna, e não de efemeridades meramente psicológicas. "Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. "(1Co 1:24)

3) Pregadores devem ter postura Está em voga o abandono da gravata e tudo o que lembre formalismo. Então vemos nos púlpitos pregadores que buscam não se parecer com pregadores. Uns vão com camisas de times de futebol, outros com roupas de piquenique, outros ainda nem sequer se preparam. Quem sofre é o púlpito, que vira algo irrelevante e desprezível.

Assim como se espera um governo digno e elegante, ou um médico e
bombeiro bem fardados, também se espera que o pregador poste-se digna e solenemente no exercício da pregação da Palavra de Deus. Elegância, simplicidade, humildade: quesitos que valorizam o púlpito.

4) As mensagens devem ter linguagem sadia Que tristeza ver um pregador que não sabe falar português! Que incômodo ouvirmos mensagens cheias de gírias e palavras deselegantes! Um bom sermão deve ser simples, de linguagem clara e compreensível, sem ser inadequada, inconveniente, deselegante. O pregador deve ser correto no uso da linguagem. "Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós." (Tt 2:8)

5) Pregadores não devem obrigar o auditório a interagir Que
deselegância e inconveniência a atitude de pregadores que, por falta do que dizer, interrompem o sermão e determinam: "vire pro seu irmão ao lado e diga...". Isso é mediocridade e falta de argumento. Cristo nunca usou desse artifício barato. A resposta ao sermão deve vir da alma que se propõe a praticar o que aprende, não de um auditório adolescente que entra num jogo de falar e escutar. Quem prega a Bíblia com conteúdo não precisa dessa banalidade. "Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina." (2Tm 4:2)

6) Púlpito não é lugar para política Há sermões que descem do Céu para tomarem as bandeiras das lutas sociais. Transformam o auditório bíblico em palanque de lutas partidárias ou ideológicas. Quando não, em época de eleições, cedem seus púlpitos para que políticos dêem seus recados. Isso é adultério espiritual. Para os políticos existem as tribunas. Para os pregadores os púlpitos. Política cuida do Reino do Mundo; Igreja cuida do Reino de Deus. "E Jesus, respondendo, disse-lhes: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E maravilharam-se dele." (Mc 12:17)

7) O púlpito deve ser o terminal de um processo, não o início -
Pregadores que não se preparam, que não oram, que não organizam suas idéias antes da pregação geralmente oferecerão muito pouco e suas mensagens não seguirão por dez minutos depois de seu término. Sermões eficazes começam de joelhos. Boas pregações são pensadas por longo tempo. São fruto de pesquisa, de estudo, de erudição, de preparo, mas, principalmente, da graça do Senhor sobre a vida de quem prega sob Sua direção. "Persiste em ler, exortar e ensinar, " (1Tm 4:13)

8) O púlpito não deve ser tribuna de auto-promoção Há mensagens que não passam de bajulação disfarçada ou de egolatria exacerbada. Prega-se o homem, não a Cristo. Prega-se o servo, não o Senhor. Prega-se a obra de Deus, não o Deus da obra. Sermões desse tipo poderiam ter como hino o que diz: "Sim, há de ser GLÓRIA PRA MIM, GLÓRIA PRA MIM, GLÓRIA PRA MIM".Um sermão bíblico aponta para outro caminho: o caminho da glória divina e da incapacidade humana; aponta para a honra a Cristo e a submissão do pecador. Qualquer coisa diferente disso é jactância mundana, não pregação bíblica: "É necessário que Cristo cresça e que eu diminua." (Jo 3:30) Espero sinceramente que os nossos púlpitos melhorem em qualidade.Um bom púlpito pode transformar uma igreja. Um sermão qualificado em um pregador capaz pode ser a fagulha que acende um reavivamento na Obra do Senhor. Que sejamos pregadores fiéis em nome de Jesus. Amém.






MOMENTO ASSEMBLEIA DE DEUS - Estreia no próximo sábado na Rede TV


Não perca no próximo sábado dia 02 de Abril, às 8h na Rede TV a estreia do Programa "Momento Assembleia de Deus" Ministério do Belém.

DIA DO EVANGÉLICO COM FELIPÃO EM RODOLFO FERNANDES - RN

3º ANO DO DIA DO EVANGÉLICO COM FELIPÃO EM RODOLFO FERNANDES - RN NO DIA 08 DE MAIO DE 2016 AS 18:00h NO CONHECIDO CORREDOR JUNINO

quarta-feira, 30 de março de 2016

O pecado de adultério e o ministério pastoral


Em 1ª Timóteo 3.2-7, Paulo enumera as qualificações imprescindíveis para o exercício do ministério pastoral. A lista é estruturada por aquilo que é chamado de “inclusio” (dispositivo literário em forma de parêntesis). O primeiro requisito (verso 2a) é que o ministro seja “irrepreensível”; o último (verso 7) que tenha “bom testemunho dos que estão de fora”. Em consequência os requisitos para o ministério exigem no todo que o candidato esteja acima de qualquer repreensão. A não observância de quaisquer requisitos o desqualifica para a função.

Assim, o ministro deve ser “irrepreensível” também no casamento. Não deve ser alvo de reprovação da sociedade ou da comunidade cristã em seu relacionamento conjugal. Sua conduta matrimonial não pode macular a reputação da igreja.

Muitos debates têm surgido acerca do significado da expressão paulina “marido de uma mulher” (1Tm 3.2b) que também pode ser traduzida como “homem de uma única mulher”. Os questionamentos giram em torno de uma possível alusão apostólica desfavorável a poligamia, ao concubinato, ao divórcio ou infidelidade no casamento. Vamos então aos argumentos prós e contras a estas interpretações:

A poligamia, embora praticada, era contrária a lei romana. E entre os judeus a monogamia era a regra mais aceita. O concubinado, apesar de ser o único meio dos soldados viverem maritalmente, não era prática habitual fora do Exército. O divórcio, ainda que socialmente aceito de modo trivial entre judeus e pagãos, no cristianismo primitivo só era tolerado em casos de adultério (Mt 19.9) ou de abandono do lar (1Co 7.15). A infidelidade matrimonial, por sua vez, era conduta condenada e desprezível, tanto no judaísmo quanto no cristianismo incipiente (Êx 20.14; Mt 5.27,28).

Mercê das evidências do ambiente cultural à época, em que a sociedade cristã e pagã não via com bons olhos a poligamia e nem o concubinato, conclui-se, então, que, embora não excluídos, não são a poligamia e o concubinato o foco principal da instrução de Paulo em análise. Resta então saber se é o novo casamento após o divórcio trivial ou a infidelidade conjugal que desqualifica candidatos para o ministério pastoral. O texto bíblico permite as duas possibilidades. O candidato divorciado por motivo incompatível com as exceções bíblicas (Mt 19.9; 1Co 7.15) e aquele que, enquanto casado, tenha praticado adultério. Os candidatos que tenham incorrido na prática de um destes casos, não preenchem o requisito bíblico de “homem de uma única mulher” e portanto inabilitado para o exercício do ministério pastoral.

Certamente que os envolvidos em quaisquer destas situações, ao confessarem o pecado, receberão o perdão de Deus. Contudo há de se fazer uma diferença entre ser perdoado e ser qualificado para o ministério. Se os fatos tenham ocorrido antes da conversão “Deus não levará em conta o tempo da ignorância” (At 17.30). Porém, se, tais erros forem cometidos após a conversão, como pecador arrependido recebe perdão, mas como candidato ao ministério torna-se incapacitado.

A culpa na dissolução do casamento não se harmoniza com a retórica paulina: “Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?” (1Tm 3.5). De outro lado, a prática “do pecado contra o próprio corpo, que é templo do Espírito Santo” (1Co 6.18,19), imprime no transgressor uma “mancha moral” inconciliável para o exercício pastoral. Salomão asseverou que a vergonha e a infâmia da infidelidade acompanharão o adúltero pela vida inteira: Mas o que adultera com uma mulher é falto de entendimento; aquele que faz isso destrói a sua alma. Achará castigo e vilipêndio, e o seu opróbrio nunca se apagará” (Pv 6.32.33).

Tenho discutido esta exigência paulina no meio acadêmico com teólogos renomados, nos cursos preparatórios de aspirantes ao ministério e no meio eclesiástico com ministros ordenados. Os debates têm sido calorosos. Uns contra e outros favoráveis a posição aqui defendida.

Confesso que como cristão gostaria que fosse possível à restauração ao ministério pastoral do obreiro em falta neste quesito (pecado de adultério). Porém como intérprete comprometido com as Escrituras discordo que homens adúlteros permaneçam no exercício pastoral.

Sou convicto que a interpretação bíblica exclui do ministério pastoral aqueles que se envolvem com o divórcio trivial e o adultério. Ainda não fui persuadido do contrário. Os que não concordam com esta posição aqui defendida, apresentam diversas conjecturas, opiniões pessoais e ainda a “práxis” da igreja contemporânea. Porém, tais conjecturas são biblicamente refutadas: “o Ministro deve ser irrepreensível e com bom testemunho dos que estão do lado de fora da Igreja” (1Tm 3.2,7).

Reflita sobre isso!

Douglas Roberto de Almeida Baptista
Pastor, líder da Assembleia de Deus de Missão do Distrito Federal, doutor em Teologia Sistemática, mestre em Teologia do Novo Testamento, pós-graduado em Docência do Ensino Superior e Bibliologia, e licenciado em Educação Religiosa e Filosofia; presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Cristã Evangélica, do Conselho de Educação e Cultura da CGADB e da Ordem dos Capelães Evangélicos do Brasil; e segundo-vice-presidente da Convenção dos Ministros Evangélicos das ADs de Brasília e Goiás, além de diretor geral do Instituto Brasileiro de Teologia e Ciências Humanas.

Fonte: CPAD News

Grupo NOVO Som estará em Parnamirim em Julho



terça-feira, 29 de março de 2016

Igreja doa R$ 148 mil para famílias endividadas quitarem seus débitos e terem um recomeço


A ideia de que igrejas formam comunidades pressupõe solidariedade entre seus entes nos momentos de dificuldade, além do consenso comum de impactar a sociedade ao redor. Dentro desse contexto, uma igreja resolveu agir e investir aproximadamente R$ 148 mil para quitar dívidas de 48 famílias.

A igreja Worship Center Christian Church, localizada em Birmingham, Alabama (EUA) vai usar o valor (US$ 41 mil) para ajudar as famílias endividadas, sendo membros ou não da comunidade, e permitir que, sem dívidas, possam ter um recomeço.

A ideia de doar à comunidade partiu do pastor responsável, Vanable H. Moody, que disse ao Christian Post que a denominação pretende, assim, ser as “mãos e os pés de Jesus” para quem enfrenta uma adversidade.

“Nós nos sentimos chamados a erradicar essas dívidas, porque queremos dar às pessoas um recomeço e ajudá-las a sair desse buraco”, disse o pastor, ressaltando a vocação social da igreja, que tem projetos de atendimento a moradores de rua, visitas às prisões da região e distribuição de alimentos.

“Só tínhamos um desejo: demonstrar o amor de Cristo de maneiras tangíveis. Nós sempre procuramos oportunidades [para fazer isso]”, acrescentou o pastor, que explicou que a origem da ideia de quitar as dívidas dos membros e de famílias carentes que não congregam lá foi uma série de sermões sobre gestão financeira.

“Tivemos uma série que ensinou sobre [finanças] e uma das mensagens abordou a importância de viver livre de taxas de dívidas. Nessa mensagem, comecei lidar com a dor que a dívida realmente causa nas pessoas […] e dificulta a sua qualidade de vida de diversas formas”, afirmou.


Moody observou que estudos constataram que muitas pessoas com metas de administrar melhor o salário, incluindo poupar parte dos ganhos, gastam de maneira mais equilibrada e possuem maior capacidade de crescimento. “Eu também comecei a explicar às pessoas quantas vezes a dívida se torna uma armadilha, especialmente quando você entrar credores predatórios”, acrescentou.

Os beneficiários da iniciativa receberão, também, um aconselhamento financeiro, para evitar que voltem a se endividar.

Irmão Rafael retorna com o Programa Jardim para Cristo na FM Jardim 87.9


Depois de uma semana sem Programação evangélica na Fm Jardim. O Irmão Rafael Oliveira conversou com alguns irmãos, amigos e amigas  e graças o apoio destes resolveu retornar com o Programa Jardim para Cristo na FM Jardim 87.9 agora de forma independente de segunda a quarta feira as 13:00h programa este que ele apresenta a 8 anos como diz o slogan "Levando Vida e Esperança" para cidade de Jardim de Angicos e região.
Irmão Rafael Oliveira

Ouça via internet ou via celular o Programa Jardim para Cristo clicado Aqui

Lula faz inveja ao Diabo, afirma Silas Malafaia




Incisivo como sempre, o pastor Silas Malafaia publicou um vídeo onde expõe mais uma vez a estratégia diversionista do Partido dos Trabalhadores. O material reproduz uma fala recente do ex-presidente Lula tentando atribuir a crise econômica do país à força-tarefa da Lava-Jato, nominalmente o juiz Sérgio Moro.

Lula admite que “quando tudo isso terminar, você pode ter muita gente presa, mas pode ter também milhões de desempregados”. Essa frase apenas comprova a falta de compromisso do ex-ministro da Casa Civil com a verdade.

O país já está com milhões de desempregados, mas é resultado da péssima política econômica do governo Dilma. Nada tem a ver com as investigações de corrupção. Afinal, caso o mercado estivesse “normal” os trabalhadores das empreiteiras denunciadas (que tiveram parte de suas operações encerradas) seriam absorvidos por outras empresas.

Em seu vídeo, Malafaia categoriza Lula como “cínico” e “mentiroso”. “Esse cara faz inveja ao diabo”, disparou. “É uma afronta à inteligência do brasileiro”, insistiu o líder do ministério Vitória em Cristo.

Curiosamente, entre as conversas grampeadas pela Polícia Federal, Lula aparece ridicularizando o fato de alguns membros da Lava Jato serem evangélicos.

A percepção do pastor Silas é a mesma da maioria dos brasileiros, que pedem a saída de Dilma e do PT do poder. “A crise econômica é responsabilidade da incompetência do PT… Resultado da roubalheira nos governos do partido… Ele sempre foi o chefe”.

Visivelmente irritado, o pastor usou vários outros adjetivos para caracterizar Lula: ladrão, safado, inconsequente e cínico. Ele ainda mandou um recado a Lula: “Você é o maior responsável disso”. “Impeachment já! Que Deus tenha misericórdia do Brasil”, finalizou.

Nos últimos meses, o líder religioso tem sido uma das vozes mais críticas ao governo. Enquanto a maioria dos pastores optam pelo silencio obsequioso, e uma minoria defende Dilma e o PT, chama atenção o fato de Malafaia não fugir do embate. 


Fonte:GospelPrime

segunda-feira, 28 de março de 2016

Convertida, Sara Winter diz que feminismo é uma mistura de “ódio, histeria, mentira e sedução”


Ana Paula Valadão gera polêmica ao criticar o PT na internet

 

 Como cristãos defendem o PT, questiona Ana Paula Valadão


Pelas redes sociais a pastora e cantora Ana Paula Valadão, líder do Ministério Diante do Trono, tem mostrado sua indignação com a situação política do Brasil.
Ela, que já teve a oportunidade de evangelizar e orar com a presidente Dilma Rousseff, tem feito diversos posts criticando o governo e tentando entender como cristãos ainda defendem o Partido dos Trabalhadores diante de tantas provas de que eles estão envolvidos com a corrupção.
“Eu penso que cristão não deve ser fiel a partido político algum. Devemos ser fiéis aos princípios do cristianismo que precisamos defender”, escreveu ela no último dia 13 de março, dia das manifestações contra a corrupção em todo o país.
“Não consigo entender petistas (principalmente cristãos) que continuam defendendo com unhas e dentes (são mesmo agressivos) um partido que comprovadamente é de ideologia comunista e afundado na corrupção”, completou.
Ainda nesta postagem Ana Paula se comprometeu a não usar roupa vermelha, escolhendo para o culto uma roupa de sua coleção com frutos da Terra Prometida.
A líder do Diante do Trono deixou claro que se posicionava como cidadã e usava sua liberdade de expressão para mostrar que não está de acordo com as propostas do atual governo.
“Quanto à política, sou cidadã e exerço meu direito de ‪‎voto e de liberdade de ‪‎expressão a favor não de pessoas em si, mas dos valores que prezo, como a ‪‎vida (não ao aborto), a ‪‎família, proteção à ‎infância (não à erotização dos pequeninos), o ‪‎casamento (união heterossexual), ‪‎liberdade e ‪‎democracia (não à ditadura comunista), ‎honestidade (não à corrupção), etc.”
Mais de 1100 pessoas comentaram a postagem de Ana Paula, muitos criticando a visão da cantora, outros elogiando a forma como ela se manifestou usando sua influência como formadora de opinião.
Fonte: Gospel Prime

Plano secreto: Lula pensa em pedir asilo à Itália para evitar prisão


Uma das estratégias do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para “fugir da possibilidade de ser preso” é pedir asilo à Itália, segundo informações divulgadas pela revista ‘Veja’. A publicação destaca que o país europeu foi escolhido porque a família de Lula tem dupla cidadania.

A revista apurou que a alternativa seria retirar o ex-presidente do país para evitar que ele seja preso na Operação Lava Jato, que investiga crimes de corrupção envolvendo políticos brasileiros.

Segundo a ‘Veja’, o plano prevê que Lula pediria asilo a uma embaixada, após negociar uma espécie de salvo-conduto no Congresso, que lhe daria permissão para deslocar-se da embaixada até o aeroporto sem ser detido – e, do aeroporto, voaria para o país do asilo.

Entre os possíveis países, além da Itália, foram cogitados Cuba, Venezuela e França.

Os detalhes sobre o suposto plano, apurados pela publicação, estão na reportagem de capa da revista ‘Veja’.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Veja

terça-feira, 22 de março de 2016

Lula e Paes ridicularizam evangélicos: “se sentem enviados de Deus”


Com a divulgação dos grampos telefônicos da Polícia Federal nesta quarta (16), o país pode conhecer um pouco dos bastidores da política nacional. Além de testemunhar as tentativas de Dilma para obstruir a justiça e evitar a prisão de Lula, muitos outros “desabafos” vieram à tona.

A conversa do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e do ex-presidente Lula revela que ambos desprezam os valores que norteiam alguns membros do Ministério Público. Paes ligou para prestar solidariedade após Lula ter sido levado para depor pela Polícia Federal. Começam falando mal da delação premiada de Delcídio Amaral. 



Logo em seguida, em meio a palavrões, mesmo sem citar nomes, atacam os servidores públicos evangélicos. “Esses meninos da Polícia Federal e esses meninos do Ministério Público se sentem enviados de Deus”, diz Lula. “Os caras do ministério público são crentes. É uma coisa absurda”, responde Paes. “Pois é”, replica o agora ministro da Casa Civil.

Lula diz claramente que somente ele pode “brigar” e “colocar eles no devido lugar”. Pouco mais de um minuto depois, o prefeito do Rio diz “aqui o senhor tem soldado”.

Desde o início da operação Lava Jato, que investiga o esquema de desvio de milhões de reais da Petrobras no esquema conhecido como “Petrolão”, muitos evangélicos têm pedido orações para que Deus use isso para limpar o país.

Embora nunca tenham falado sobre sua fé em público, o fato de Paes e Lula apontarem para o fato de que membros do Ministério Público sejam evangélicos, parece ser uma confirmação de algo especulado por muitos.

Em um país cuja história está marcada por muita corrupção e desprezo pelas instituições e valores, esses homens que enfrentam tudo isso precisavam ter uma motivação diferente.

Enquanto muitos políticos, empresários e até membros do STF são citados como possíveis casos de “cooptação” por parte da quadrilha que não desejava a revelação do esquema, os membros do Ministério Público não se venderam.

Para Lula e Paes, o fato de essas pessoas fazerem seu trabalho e procurarem cumprir as leis, já é algo negativo. Agora, saber que eles possuem valores cristãos, parece-lhes “é um absurdo”.

Possivelmente, agora que essa e outras conversas semelhantes vieram a público, os eleitores brasileiros – em especial os evangélicos – poderão ver que absurdo mesmo é votar em pessoas que defendem valores abertamente conflitantes com o que a Bíblia ensina.



Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 21 de março de 2016

Prefeita de Caiçara do Rio do Vento Participa de culto na Igreja Assembléia de Deus

 
Neste domingo na Igreja Assembleia de Deus presidida pelo Pastor José Estelito na cidade de Caiçara do Rio do Vento recebeu a honrosa visita da prefeita, Ceiça Lisboa que foi recebida como de costume pelos evangélicos com muita atenção e afeto e recebeu uma oração de toda igreja reunida.

Datafolha mostra Marina numericamente à frente para 2018


 
A ex-senadora Marina Silva lidera as intenções de votos para a Presidência da República com 21 por cento, seguida por Aécio Neves (PSDB), com 19 por cento, e Lula (PT), com 17 por cento. Levantamento realizado em fevereiro mostrava Marina com 19 por cento, Aécio com 24 por cento e Lula com 20 por cento.

Considerando a margem de erro do levantamento, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, os três aparecem em empate técnico. O primeiro cenário ainda mostrou o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) com 6 por cento das intenções de votos cada.

No cenário dois, em que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin seria o candidato do PSDB, Marina aparece com 23 por cento das intenções, seguida de Lula ( 17 por cento), Alckmin (11 por cento), Ciro Gomes (7 por cento) e Bolsonaro (6 por cento.

No cenário três, com o senador José Serra (SP) concorrendo pelos tucanos, Marina aparece com 24 por cento, Lula tem 17 por cento, Serra obtém 13 por cento e Ciro Gomes e Bolsonaro atingem 7 por cento cada.

A pesquisa ainda trouxe um quarto cenário, com os três candidatos do PSDB e incluindo o juiz Sérgio Moro (sem partido), responsável pelas ações decorrentes da operação Lava Jato. A distribuição das intenções de votos nesse quadro ficou: Marina e Lula, 17 por cento cada; Aécio, 14 por cento; Sergio Moro, 8 por cento; Serra, 6 por cento; Bolsonaro, Ciro Gomes e Alckmin, 5 por cento cada.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

O levantamento ainda mostrou que 69 por cento dos entrevistados avaliam o governo atual como ruim ou péssimo, piora contra pesquisa de fevereiro, que mostrou 64 por cento. O percentual que avalia o governo como regular passou para 21 contra por cento. Apenas 10 por cento avaliam o governo ótimo ou bom, contra 11 por cento na pesquisa de fevereiro. O instituto ouviu 2.794 eleitores em 171 municípios de todo o país nos dias 17 e 18. Exame

Participe! Escola Missionária de Treinamento Estratégico para o Sertão na AD Caicó - RN


Hoje é dia de posse Assembleia de Deus na Cidade de Senador Georgino Avelino - RN


Posse do Pr Franklin Santos de Macêdo na Assembleia de Deus na Cidade de Senador Georgino Avelino, Nesta Segunda Feira dia 21 de Março 2016 as 19hs .

sábado, 19 de março de 2016

Pastor Isaque Campelo assuimirá a AD na cidade de Japí - RN dia 24 de Março


Pastor Isaque Campelo assuimirá a
Assembleia de Deus na cidade de Japí - RN dia 24 de Março e o Pastor Miltomar deixará Japi e assumirá a Assembleia de Deus na cidade de Serra Negra do Norte.

quinta-feira, 17 de março de 2016

A ‪ADmossoró‬ aderiu à campanha de contribuição para a Rádio Nordeste AM 900 (Natal/RN)

 Nesta segunda-feira (14), aconteceu uma reunião com os coordenadores de setor e dirigentes de congregação, na ocasião foi lançada a campanha de contribuição para a Rádio Nordeste AM 900 (Natal/RN), onde a mesma está em processo de migração para FM.

A ‪#‎ADmossoró‬ aderiu à mobilização que é a nível de estado.



Protestos se espalham pelo país contra nomeação de Lula para ministro de Dilma

Panelaço e buzinaço ocorrem hoje (16) à noite em várias cidades brasileiras contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, feita hoje (16) pela presidenta Dilma Rousseff. O ato de bater panelas tem sido usado em protestos contra o governo e na internet há vídeos e áudios das manifestações no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, Recife e Porto Alegre. 

Pelas redes sociais, diversas postagens convidavam quem estivesse insatisfeito a participar da manifestação onde estivesse, batendo panelas ou buzinando. As manifestações também seguem nas ruas. Em Brasília, de acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) são 5 mil pessoas se concentraram em frente ao Palácio do Planalto. Elas foram motivados por parlamentares oposicionistas e convocações nas redes sociais. A Polícia Militar reforça a segurança na rua que dá acesso ao Palácio da Alvorada, residência oficial de Dilma.

Em São Paulo, na Avenida Paulista os manifestantes ocupam pelo menos quatro quarteirões. Eles seguram uma grande bandeira verde e amarela. O edifício da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) está iluminado de verde e amarelo com uma faixa preta com os dizeres "Renuncia Já". Também circulam fotos e vídeos das manifestações que ocorrem em Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, e São Paulo. 


As manifestações contra o governo ocorreram também no plenário da Câmara, onde vários deputados gritavam "Renuncia", em alusão à presidenta Dilma Rousseff.
Nas redes sociais, as manifestações ganham destaque. A hashtag #OcupaBrasilia está em primeiro lugar no trending topics (os dez assuntos mais comentados na rede) no Brasil e no mundo.

A movimentação ocorre após a presidenta Dilma Rousseff anunciar na tarde de hoje a nomeação do ex-presidente Lula para a chefia da Casa Civil da Presidência da República. Após o anúncio, a nomeação foi oficialmente publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

Grande Cruzada Em Prol Ao Tratamento Do Pequeno Elias em Caiçara do Norte - RN


AssembléiaDeDeus & LojaDeDão Apresentam: Grande Cruzada Em Prol Ao Tratamento Do Pequeno Elias. Com: Márcia Lima #PrJerônimoCamara & #MinistérioTrazendoÁArca Com O Tema: #EliasRumoAoPrimeiroPasso Venha e Participe Dessa Campanha, Pois Com Sua Ajuda Você Fará Uma Criança Mais Feliz. E No Final, Toda Caiçara Do Norte Cantará O Hino Da Vitória!! #Apoio #GrupoDeMissõesEuQueroAlmas

Partido ligado à Universal rompe com governo Dilma depois de Minitério dado a Lula


Na noite desta quarta-feira (16) o PRB (Partido Republicano Brasileiro), ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, decidiu romper com o governo de Dilma Rousseff.

Segundo o anúncio do partido a decisão foi unanime na bancada composta por 21 deputados e pelo senador Marcelo Crivella.

Ainda segundo o presidente nacional do PRB, pastor Marcos Pereira, as bancadas da sigla adotarão postura de “independência” na Câmara Federal e no Senado.

“Estamos escutando a voz das ruas. Não estamos vendo norte para a situação que o país vive”, justificou Pereira.

O Ministro do Esporte, George Hilton, deixará o ministério à disposição da presidente. Ao colocar o ministério à disposição de Dilma, Hilton poderá ou não ser demitido do cargo.

Ao falar sobre essa ruptura, Pereira afirmou: “Não vemos norte para a situação do país”.

Vale lembrar que a união política do PRB com o governo federal durou mais de uma década. A sigla chegou a participar do governo Lula com o vice-presidente José Alencar, falecido em 2011.

Nos governos de Lula e Dilma o partido assumiu três ministérios: Secretaria de Planejamento de Longo Prazo da Presidência da República com Roberto Mangabeira Unger, Pesca com o senador Marcelo Crivella e agora o Ministério do Esporte com George Hilton.


Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 14 de março de 2016

Filme Ressurreição é destaque entre líderes cristãos


Há menos de um mês para a estreia nacional do filme Ressurreição (17/03), líderes cristãos comentam a importância do tema abordado pelo longa como uma forma de lembrar a importância e significado do sacrifício de Jesus na Cruz.

Além disso, eles destacam o fato de outras produções que já apresentaram os fatos descritos na narrativa bíblica sobre a crucificação e ressurreição de Cristo pelo olhar dos apóstolos ou de Jesus, mas nunca sob o olhar do perseguidor romano, o que torna o longa inédito nas telonas.

“É excelente ter um filme como esse em cartaz. Ressurreição conta uma história verídica ontem e hoje que vai impactar muitas vidas, com certeza!”, afirma Russell Sheed, doutor em teologia com pós-doutorado em Novo Testamento.

No filme, Clavius (Joseph Fiennes), um poderoso militar romano, e seu assistente Lucius (Tom Felton), recebem a missão de desvendar o mistério sobre o que aconteceu com Jesus nas semanas após a crucificação, com o objetivo de desmentir os rumores sobre o ressurgimento do Messias e impedir uma rebelião em Jerusalém.



A produção tem um visual espetacular, cenas de ação viscerais e abordagem de mistério de série de investigação policial, que pretende ressoar entre os espectadores cristãos e incrédulos de uma forma impactante.

Enquanto se mantém fiel aos ensinamentos do Novo Testamento, Ressurreição conserva um tom atual e, ao mesmo tempo, a sensibilidade para mostrar os conflitos de um homem incrédulo ao se deparar com o inexplicável.

Um dos produtores do filme, Mickey Liddel disse que “sempre quis contar uma história como essa, que parece um grande filme de Hollywood, mas quero que os cristãos que irão assistir ao filme se sintam representados de forma correta”.

O pastor Flávio Valvassoura, da Igreja do Nazareno de Campinas, São Paulo, enfatiza ao dizer que “esse filme traz a verdadeira e extraordinária mensagem do evangelho que nos motiva, e, baseia nossa fé na vida de Cristo em nós. Recomendo a todos”.

Distribuído pela Sony Pictures, Ressurreição será lançado nos cinemas do país, há apenas dez dias da Páscoa, uma data na qual os cristãos celebram a ressurreição de Cristo.

Segundo, o Pr. Paulo Corrêa Junior, da Assembleia de Deus de Santos e Deputado Estadual em São Paulo na área de Assistência Social e Religiosa, “essa história será contata em um momento muito importante, próximo a semana santa, uma época linda. O filme esclarece a ressurreição e, para aqueles que tem dúvida, devem assistir. Irão se surpreender”.

Nessa produção, os exibidores abrirão ao público a possibilidade de fazer reservas de salas de projeções para grupos, com valores especiais. Nesse caso é preciso entrar em contato no e-mail vendagrupos@spe.sony.com.



Pesquisa aponta os três principais motivos para as pessoas se tornarem ateus e/ou agnósticos


A pesquisa realizada pelo Grupo Barna, que é uma empresa de pesquisa que explora as tendências religiosas, apontou os três componentes principais que levam pessoas a se tornarem ateus e/ou agnósticos. Segundo o estudo, a rejeição à Bíblia; dificuldade em confiar nas igrejas; e uma visão de mundo secular que é reforçada através da cultura, são os problemas mais frequentes. Estas conclusões foram inseridas no relatório recém-lançado sobre os céticos religiosos, notando que 25% de todos os adultos que não frequentam a igreja são considerados ateus ou agnósticos.


Fonte:http://gospelhoje.com.br

sexta-feira, 11 de março de 2016

Oração de jovem por morador de rua viraliza no Facebook e emociona: “Restaurou minha fé”


“A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”. A verdade bíblica de Tiago 5:16 serve para ilustrar o efeito causado por uma oração de um jovem por um morador de rua na cidade de Baltimore, Maryland (EUA).

O momento, flagrado por um usuário do Facebook, se tornou um viral na rede social, com 35 mil compartilhamentos. A cidade vem sendo o centro de uma crise social e de segurança pública, com casos de morte de jovens negros mortos por policiais brancos que desencadearam uma onda de violência.

No meio dessa realidade dura e cruel, um jovem que passou por um morador de rua resolveu voltar e, impondo suas mãos, orar por ele. Discreta e silenciosamente, o jovem intercedeu a Deus pela vida daquele homem, que estava caído na calçada.

O flagrante do momento levou Jonathan A. Stormz a refletir sobre a situação e compartilhar a imagem com o mundo através das redes sociais: “Eu vi quando este jovem garoto estava andando, parou e caminhou até este morador de rua que estava dormindo; o tocou e começou a orar por ele”, escreveu.

“Esta foi uma visão surpreendente! Eu oro para que esse jovem torne-se um líder em sua geração, e continue neste caminho! Nem todos os jovens de Baltimore estão perdidos!”, concluiu Stormz, expressando sua felicidade pela experiência.

Diversos internautas comentaram o flagrante: “Nossa. Isso é poderoso”, escreveu Jarvis Hall. “Nem todos estão perdidos”, ponderou Hayes TwowheelsforLife Gaines.


O efeito da oração do jovem de Baltimore desencadeou inúmeros comentários de esperança dos amigos de Stormz em sua página: “Esse jovem restaurou a minha fé. Amém”, concluiu Hayes Gaines.


Fonte: G +

Total de visualizações de página