quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Jogador é punido por comemorar “gol” agradecendo a Deus


Enquanto no Brasil e em vários países do mundo jogadores profissionais comemoram gols e títulos agradecendo a Deus, nos EUA uma grande polêmica vem surgindo por causa disso.
Este mês, o quarterback do time de futebol americano Mexico High School, em Nova York, foi punido por apontar para o céu após marcar um touchdown, equivalente ao gol no futebol brasileiro.
O quarterback é o armador e capitão das equipes. Mas quando o jovem Dante Turo foi punido pelo árbitro, todo o time perdeu. Os juízes alegaram que o comportamento de Turo foi antiesportivo. Sua equipe teve de perder espaço para o adversário e acabou derrotado pelo time de Verona-Sherrill, pelo placar de 33 a 31.
Para marcar o touchdown, que significa cruzar a linha final do campo adversário, o jogador de 17 anos precisou correr mais de 60 metros com a bola oval nas mãos, desviando de seus adversários. Entrevistado pela rede Fox News, explicou: “Apontar para Deus é um símbolo internacional de glorificação a Jesus, e era isso o que estava tentando fazer”.
O pai do atleta, Geno Turo, o defendeu: “Ele queria fazer algo naquele momento para não receber o crédito e deu glória a Deus. Afinal, Deus nos dá a capacidade e o talento. Como cristãos, queremos ter a certeza de reconhecemos isso”.
O técnico da Mexico High School desabafou: “Os juízes disseram que era um insulto [aos não cristãos]. Eu disse a eles que Turo estava louvando a Deus. Como isso é um insulto?”.
A polêmica está longe de acabar, pois muitos acusam as autoridades esportivas americanas de querer eliminar qualquer manifestação religiosa das competições estudantis.
Um episódio similar ocorreu recentemente com o treinador de futebol americano Joe Kennedy de Bremerton High School, em Washington. Ele foi proibido de fazer orações com sua equipe antes e depois dos jogos.
Essa é uma tradição que ele mantém há sete anos, desde que assumiu o posto. Caso continue fazendo isso, corre o risco de ser demitido.  Após o jogo contra a equipe da Centralia High School, dia 17, ele foi para o meio do campo e orou com os jogadores de seu time.
Kennedy, que foi da Marinha durante 20 anos, antes de ser treinador, explicou que “Isso faz parte de um acordo pessoal com Deus, parte da minha fé. Eu quero dar-lhe a glória depois de cada jogo, e vou continuar fazendo isso”.
Chama atenção o fato de como nos Estados Unidos, um dos países responsáveis pela evangelização do mundo, nos últimos anos vem tentando eliminar todas as manifestações públicas de fé em Jesus Cristo. Ao mesmo tempo, seu governo defende tanto os direitos das minorias, impondo leis que punem qualquer discriminação, especialmente contra gays e muçulmanos. Com informações de Washington Times e Christian Post
Fonte:http://noticias.gospelprime.com.br

Mais de 4 mil se entregam a Jesus durante Festival Esperança em Fortaleza

Nos últimos dias 22, 23 e 24 de outubro, o Arena Castelão deixou de ser um local de disputas e rivalidades esportivas para dar lugar à esperança e à propagação do Evangelho.
Ao total, 95 mil pessoas compareceram aos três dias do Festival de Esperança e 4.188 pessoas decidiram entregar suas vidas a Jesus Cristo, no evento organizado pela Associação Evangelística Billy Graham, em parceria com a Ordem de Ministros Evangélicos do Ceará.
Além da pregação evangelística do reverendo Franklin Graham, a grande cruzada evangelística que já foi realizada em diversos países de todo o mundo, teve em sua edição de Fortaleza, a participação dos cantores PG, Rose Nascimento, Carlos Rilmar e as atrações internacionais: Dennis Agajanian, Tommy Coomes Band e Michael W. Smith.
Evangelho = poderoso agente de transformação
Quando questionado sobre o benefício do Evangelho em meio a um cenário marcado por problemas sociais, como violência, pobreza, violência ou problemas políticos como a corrupção, Franklin Graham explicou que a transformação precisa começar no coração humano.
"Eu tenho visto a pobreza, não somente aqui [no Brasil], mas em todo o mundo. Vejo muitas injustiças sociais. Mas a maior injustiça aconteceu quando Jesus Cristo foi crucificado. Um homem inocente, que foi traído e entregue a homens invejosos, que o acusaram e exigiram que Ele fosse executado. Esta foi a maior injustiça social que já aconteceu e por isso Jesus se preocupa", afirmou.
"Olhe para a criminalidade, por exemplo. Ela existe em todos os países. A corrupção também está em todo lugar. A única maneira pela qual podemos resolver o problema da corrupção, o único meio pelo qual a injustiça pode acabar é com a mudança do coração humano".
O pastor explicou que a maldade e o pecado já fazem parte da natureza humana, mas Deus está disposto a perdoar e curar os corações daqueles que estiverem dispostos a reconhecer seus erros e caminhar com Cristo.
"A Bíblia diz que 'Deus amou o mundo de tal maneira, que mandou o seu único filho, para que todo aquele que nEle crê não morresse mas tenha a vida eterna'. Jesus Cristo veio a este mundo para tomar sobre si os nossos pecados. Se estivermos dispostos a confessar nossos pecados e, pela fé, convidarmos Jesus Cristo para entrar em nossos corações, ele vai curar os nossos corações", disse.
"Será que isto vai parar com a pobreza? Não. Jesus disse que sempre teremos os pobres conosco. Mas a criminalidade vai ser reduzida, sim, porque um seguidor de Jesus não quer machucar, nem roubar ninguém. Se Fortaleza colocar a sua fé e confiança em Jesus Cristo, você verá uma grande mudança social nesta cidade. Jesus Cristo pode fazer a diferença e por isso estamos aqui: para falar do amor de Jesus", finalizou.
Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Cantora Stefhany "Absoluta" se casa montada em jumento


Stefhany Absoluta, 24 anos, ficou famosa em 2009 cantando em um vídeo postado no Youtube uma música sobre o automóvel Crossfox. Durante alguns meses desfrutou da fama e apareceu em diversos programas de TV. Depois, voltou ao ostracismo. Ano passado, relançou sua carreira de cantora, agora com repertório gospel.

Esta semana, voltou a ser notícia, não por suas músicas, mas pelo casamento. Ela contraiu núpcias com o empresário Roberto Cardoso, de 50. Apesar da diferença de 26 anos, a cantora está feliz. Revela ainda que deu o primeiro beijo na boca só após o casamento.


“Eu queria uma pessoa com a qual eu não tivesse nenhum contato de beijo. A única coisa que a gente teria, no máximo, era pegar na mão”, disse ao jornal Extra.

Stefhany conheceu o noivo há três meses numa igreja evangélica. Ela disse que foi após “pedir a Deus um casamento cheio de bênçãos”. Mês passado o empresário pediu sua mão. Ela acredita que foi uma confirmação divina.

“Foi tudo muito rápido. Eu estava orando e pedi ao Senhor um casamento com bênçãos. Eu queria casar logo, não queria namorar nem noivar. Aí, ele veio pedir minha mão em casamento para a minha mãe e para o meu padrasto, e eu imediatamente aceitei, porque Deus estava confirmando também que era ele. E ele estava orando também”, comemora.

A cantora diz que Deus deu a todos revelações em sonho. “Deus mostrou pra minha família toda e foi confirmado, e eu não tive dúvida que ele era o homem certo para mim”.

As imagens da cerimônia que contou com a presença de seis mil pessoas, numa fazenda da Paraíba, mostram Stefhany chegando de jumento no casamento. Ela conta que isso foi proposital. “Jesus escolheu o jumento para andar. Ele não andou de cavalo, porque naquela época não tinha. Deus falou também através da boca de um jumento. Então, eu decidi entrar no jumento, achei que tinha tudo a ver”, ressalta.

Deixa claro ainda que ganhou uma Mercedes do esposo. “Não tenho mais o Cross Fox, vendi. Mas tenho outro carro. Tem gente falando que eu entrei de jumento porque não tenho carro. Eu tenho, mas foi a minha preferência ir com o jumento”, explica.

O esposo é rico, dono de imobiliária, divorciado e tem uma filha. Nada disso incomoda Stefhany. “O que eu procurei nele foi a riqueza espiritual, a riqueza de Deus. Não estou nem aí para o que as pessoas vão dizer. Até porque eu sou rica, mas não é de dinheiro, não. É de graça, junto com ele. O que eu procurei nele foi que ele é homem de Deus”, encerra.

Fonte:http://noticias.gospelprime.com.br/

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Terroristas palestinos publicam vídeos com orientações sobre “como esfaquear judeus”


A mais nova intifada palestina contra judeus em Israel vem acontecendo de maneira silenciosa, com ataques solitários, geralmente usando armas brancas. No entanto, a forma como esses ataques são organizados – e incentivados – é que chama a atenção: através das redes sociais.

Os terroristas palestinos vêm divulgando vídeos e outros materiais com instruções claras e específicas sobre “como esfaquear um judeu”, segundo informações do Christian Today.

A ideia é que os palestinos da Cisjordânia ajam de maneira incisiva, causando o maior número de mortes que puderem. Somente nos últimos 30 dias, mais de 30 ataques foram registrados pelas autoridades israelenses, com oito judeus mortos, de acordo com o jornal Times of Isreal.

Postagens como “a intifada já começou”, “a intifada da faca”, “envenene a faca antes de esfaquear” e “o abate dos judeus” vêm sendo feitas em páginas nas redes sociais, como o Facebook, por exemplo.

Em uma delas, chamada “Aliança Jovem da Intifada – Palestina”, um vídeo publicado há aproximadamente 15 dias dá instruções sobre pontos fatais para execução de judeus a facadas. Noutra, chamada “Jerusalém Agora”, um vídeo mostra como roubar a arma de um soldado israelense.

O embaixador de Israel na Organização das Nações Unidas (ONU), Danny Danon, destacou que o ódio que os palestinos sentem pelos judeus é alimentado pelas lideranças terroristas, através de uma espécie de lavagem cerebral: “Quando uma criança palestina volta da escola, ela não vê televisão, não assiste Barney ou Pato Donald, ela assiste assassinos sendo retratados como heróis. Quando ela abre um livro, ela não aprende sobre matemática e ciência, mas são ensinados a odiar”, afirmou.

As autoridades israelenses se queixaram com o Google, administrador do YouTube, sobre os vídeos de conteúdo antissemita, e a empresa acatou a reclamação, removendo os vídeos da plataforma de streaming. Porém, há o temor de que o vídeo tenha se espalhado e sido compartilhado por outros meios.

Fonte: G+

“Deus não está brincando”: Daciolo exorta Cunha e bancada evangélica por “lama de corrupção”; Assista

O deputado Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, conhecido como Cabo Daciolo (sem partido-RJ), fez um discurso no plenário da Câmara dos Deputados e exortou o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e os demais parlamentares da bancada evangélica.

Daciolo disse que se converteu há 11 anos, e que desde então, tem vivido “uma grande transformação”. Na sequência do discurso, inflamado, o deputado foi objetivo e direto na crítica às denúncias que pesam contra Cunha, que tem reiterado que não irá renunciar ao cargo ou à presidência da Casa, e contra o governo Dilma Rousseff (PT).

“Não achem que esse acordo que está sendo feito, do Planalto com o Congresso Nacional vai cessar o problema de corrupção que está instaurado no nosso país e instaurado no Congresso Nacional”, afirmou. “Ao presidente [da Câmara] Eduardo Cunha: o senhor não está sozinho. O senhor não está sozinho nesta lama de corrupção do nosso país. O senhor não está sozinho como um homem que diz ser evangélico, homem de Deus, envolvido com corrupção. E dizer também a alguns membros da bancada evangélica: vigiem, porque o nosso Deus não é Deus para ficar brincando, e nada está oculto aos olhos d’Ele”, disparou Daciolo.

De Bíblia em punho, o parlamentar fluminense fez referência aos falsos profetas e leu os versículos 17 e 19 do capítulo 2 de Jeremias para Eduardo Cunha: “Não foi você mesma a responsável pelo que lhe aconteceu, ao abandonar o Senhor, o seu Deus? […] O seu crime a castigará e a sua rebelião a repreenderá. Compreenda e veja como é mau e amargo abandonar o Senhor, o seu Deus, e não ter temor de mim, diz o Soberano, o Senhor dos Exércitos”.


Ao final de seu discurso, Daciolo fez uma oração em línguas estranhas, pediu a Deus que jogasse “por terra” tudo que não provém d’Ele e encerrou dizendo que “feliz é a nação cujo Deus é o Senhor”, e repetiu a frase que custou sua filiação ao PSOL: “Todo poder emana de Deus”.


Fonte: G+

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

CRISTÃO, CRENTE, PROTESTANTE OU EVANGÉLICO?


Se perguntarmos a uma pessoa que frequenta nossas igrejas se ela é cristã, crente, protestante ou evangélica, ela ficará momentaneamente confusa. Na tentativa de responder, algumas enfatizarão diferenças entre os termos, outras dirão que se trata da mesma coisa, porém há muita confusão.

Segundo o Prof. Dr. Mendonça, que foi um exímio pesquisador do protestantismo e especificamente do protestantismo brasileiro, enquanto na Europa e nos Estados Unidos os cristãos católicos e não-católicos se auto-identificam como cristãos, sendo secundária a identificação pelo ramo a que pertencem, no Brasil, assim como em toda a América Latina, a auto identificação protestante e denominacional tem sido fundamental . Este fato tem uma história.

Como julgo este tema interessante e curioso, compartilho neste breve artigo sobre quais circunstâncias surgiram os termos e seus significados naquele momento.

CRISTÃO: Esta expressão já é citada na Bíblia (At 11.26; 26.28; 1Pe 4.16). Segundo alguns estudiosos do Novo Testamento este termo já era usado desde 44 d.C. quando ocorreu os eventos narrados no texto de At 11.26. Outro texto que demonstra a utilização do termo no 1séc é At 26.28, quando , o Rei Herodes Agripa II, a maior autoridade do local, disse a Paulo: "Por pouco me persuades a me fazer cristão." — At 26:28. Portanto, desde Antioquia da Síria (44 d.C.) aqueles que seguem a Cristo podem ser chamados de cristãos.


PROTESTANTE: Este termo vem do alemão e significa declaração pública de protesto, foi utilizado pelos príncipes luteranos contra a decisão da Dieta de Speyer de 1529, que reafirmou o Édito de Worms de 1521, banindo as 95 teses de Lutero. Ele não foi aplicado aos reformadores propriamente ditos, mas ao movimento que foi crescendo e protestando contra a Igreja oficial. Este termo foi ganhando um forte acento pejorativo e preconceituoso por parte do catolicismo.


EVANGÉLICO: Termo cunhado pelo movimento evangelical. Este movimento surgiu no início do século XIX na Europa e depois se expandiu para os Estados Unidos. Ele foi uma reação frente expansionismo ultramontanista católico. Diante dessa força católica os protestantes se uniram através de ligas e alianças no propósito de fortalecer alguns princípios doutrinários comuns que os ajudasse a combater esse movimento. Pode-se chamar de uma “frente unida” evangélica. A auto-identificação de “evangélico” era individual e significava o compromisso da pessoa com esse conjunto de princípios doutrinários. Antes do indivíduo pertencer a uma denominação, ele era “evangélico”.

CRENTE: Diferentemente do que muitos possam imaginar que esta expressão signifique aquele que crê, no contexto do protestantismo brasileiro ela tem um significado sectarista e preconceituoso. Foi introduzida pelos missionários norte-americanos (protestantismo de missão) que para identificar as pessoas que iam aderindo às suas denominações, diziam este agora é verdadeiramente crente. Ou seja, era aquele que, abandonando suas antigas crenças e práticas religiosas (catolicismo), “convertiam-se” verdadeiramente às novas doutrinas.

Ainda que estes termos tenham seus significados específicos e um momento histórico definido, parece haver uma interpretação que movimenta o interior de nossas comunidades e alimenta o senso comum. Atrevo-me a dizer que muitos definem assim as expressões:


CRISTÃOS:
CONCEITO – os que seguem a Cristo.


PROTESTANTE:
CONCEITO - São as igrejas mais históricas (antigas);
PRECONCEITO – São aqueles que protestam contra Deus.


EVANGÉLICO:
CONCEITO – Aqueles que seguem o evangelho;
PRECONCEITO – São os crentes da classe média.


CRENTE:
CONCEITO – Aqueles que crêem;
PRECONCEITO – Evangélicos pobres.


Os termos precisam ser entendidos a partir de seu contexto (sitz in leben) e valorizado. Por isso, a pessoa pode-se se considerar um cristão, protestante, evangélico, crente e (metodista, presbiteriano, assembleiano, etc). A pessoa trás em si a tradição de muitos movimentos. Portanto, se bem entendidos e utilizados, estes conceitos muito podem nos ajudar. Espero ter ajudado um pouco.

Fonte:http://paulodiasnogueira.blogspot.com.br/

Ateu diz que cristãos que fazem boas obras são egoístas, pois o interesse é evitar o inferno



O biólogo e militante ateu Richardo Dawkins afirmou recentemente que os cristãos que agem em favor do próximo apenas para evitar a condenação ao inferno e serem salvos são “egoístas”.
Tido como o ateu mais famoso do mundo, Dawkins ignorou a questão central do Evangelho, que estipula que a salvação é imerecida e não pode ser alcançada por mérito próprio, e criticou as ações sociais de cristãos, dizendo que tudo o que se faz ao próximo, é feito por interesse próprio.
“Se você é bom porque você quer alcançar graça diante de Deus, se você é bom porque você quer evitar de ir para o inferno, ou se você quer ir para o Céu, isso é uma motivação egoísta, ao invés de boa”, afirmou o ateu, em entrevista à RTÉ One, da Irlanda. “Aceito totalmente que uma enorme quantidade de boas obras sejam feitas por pessoas que venham a ser religiosas, mas eu acho que é um insulto sugerir que você precisa da religião para ser bom”, acrescentou.
O apresentador Gay Byrne contrapôs a declaração de Dawkins, dizendo que muitas das pessoas mais “chocantes” do mundo, como Adolf Hitler, Joseph Stalin, Pol Pot, Mao Zedong, “eram todos ateus e fizeram coisas horríveis e indizíveis para as pessoas”.
Dawkins contestou que Hitler fosse ateu, dizendo que o führer era católico, e argumentou que todas essas pessoas fizeram “coisas horríveis”, porém “não em nome do ateísmo”.
Em 2012, Dawkins já havia tentado ridicularizar a ideia da danação eterna, e ironicamente agradeceu a Deus por não crer nessa possibilidade: “Graças a Deus, eu nunca experimentei pessoalmente como é acreditar – realmente, verdadeiramente e profundamente acreditar – no inferno. Mas eu acho que pode ser plausivelmente argumentado que tal crença profundamente arraigada pode causar um trauma mental a uma criança mais duradouro do que o constrangimento temporário de abuso físico leve”, polemizou, à época, segundo informações do Christian Post.

Procurador-geral defende liberdade para que transgêneros usem quais banheiros públicos quiserem


Um processo que corre no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o uso de banheiros públicos por pessoas do sexo oposto ao destinado, e que poderá servir de parâmetro para outras ações em instâncias menores da Justiça, teve parecer do procurador-geral da República favorável à liberação.

Rodrigo Janot se posicionou, em seu parecer enviado ao STF, a favor da liberação para que pessoas transgêneros usem banheiros públicos conforme sua identidade sexual autodeterminada.

Segundo informações da jornalista Vera Magalhães, o processo se refere ao caso de uma pessoa chamada popularmente de Ama, e que foi impedida de usar o banheiro feminino em um shopping de Santa Catarina.

Em seu parecer, o procurador-geral se posicionou a favor também de que o transgênero receba uma indenização do shopping que o impediu de entrar no banheiro feminino.

“Como o processo possui repercussão geral reconhecida, a decisão tomada pela Corte valerá para situações semelhantes que correm na Justiça”, escreveu Vera Magalhães.



Rodrigo Janot propõe no parecer que o STF determine a seguinte tese sobre casos similares: “Não é possível que uma pessoa seja tratada socialmente como se pertencesse a sexo diverso do qual se identifica e se apresenta publicamente, pois a identidade sexual encontra proteção nos direitos da personalidade e na dignidade da pessoa humana, previstos na Constituição Federal”.

De acordo com a Procuradoria Geral da República (PGR), Janot entende que o país ainda precisa adotar políticas públicas para eliminar ou reduzir as violações dos direitos e dignidade das pessoas transgênero: “Isso não significa, contudo, que, enquanto não implementadas tais políticas, as atuais práticas causadoras de danos morais ou pessoais aos transgêneros devam ser mantidas impunes, sobretudo quando reconhecido que a realidade cultural e social do país tem constantemente levado os indivíduos a lesar direitos fundamentais relativos à dignidade e à integridade física e psíquica dessas minorias”, argumentou.

Fonte: G+

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Advogada usa Bíblia em TCC e recebe homenagem na Itália


A advogada de Bauru (SP) Renata Cezar, de 26 anos, encontrou na Bíblia o tema de seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), sobre direitos sociais, que rendeu a ela uma medalha de reconhecimento na Europa neste mês. Renata foi a única do Estado de São Paulo, que foi homenageada nesta quinta-feira (15). 
Ela e outros 49 brasileiros receberam a medalha “Il Merito Giuridico di Visitatori – autori internazionali”, em reconhecimento a suas contribuições à paz, das relações sociais e dos valores da humanidade, no Encontro Internacional de Autores Jurídicos, na região de Puglia, na Itália. A homenagem se deve a um artigo que escreveu em 2011, fruto de seu TCC, e que foi publicado em um site.
A ideia
A ideia de escrever sobre direitos sociais surgiu após um momento de leitura da Bíblia, de acordo com a advogada. Ela havia chegado da banca do TCC de seu irmão Thyago Cézar, também advogado, que havia tirado 10. “Os professores dele me disseram que no próximo ano eu iria enfrentar a banca e que era minha obrigação não tirar menos que ele. Quase morri de nervosismo, cheguei em casa chorando”, lembra.
Nervosa, Renata pediu a Deus que a ajudasse. “Abri a Bíblia e fui ler minha meditação semanal. Achei no livro de Hebreus o capítulo 13, cujo título era ‘Dos direitos sociais’. Aquilo foi o suficiente. Peguei minha constituição e vi o artigo 6º que prevê todos os direitos sociais.”
Renata Cézar com sua família no dia da defesa de seu TCC (Foto: Arquivo Pessoal/ Renata Cézar)Renata Cézar com sua família no dia da defesa de
seu TCC (Foto: Arquivo Pessoal/ Renata Cézar)
A advogada tirou 10 no TCC e foi indicada para iniciação científica. Ela transformou seu trabalho em um artigo e o publicou em algumas revistas jurídicas. Em um dos sites o artigo chegou a mais de 8 mil visualizações, segundo a advogada.
Os organizadores do evento encontraram a jovem quando procuravam por advogados brasileiros que escreviam sobre o tema de direitos sociais. “Eu fiquei muito surpresa. Quero tentar o mestrado e isso vai contar muito pois vou registrar o artigo na universidade, além de ser bom para toda a minha vida acadêmica.”
O artigo
O artigo intitulado "Direitos Sociais Frente ao Princípio da Proibição do Retrocesso Social (PPRS)”, tem foco na saúde, educação e moradia, direitos previstos no artigo 6º da Constituição Brasileira. De acordo com a advogada, o artigo significa que todo direito dado à população não pode ser tirado e o governo é responsável por implementar medidas que garantam a aplicação desses direitos. “O sistema jurídico no Brasil é falho, pois não temos medidas de eficácia e eficiência. Temos leis, mas não temos como aplicá-las”, acredita.
Renata acompanhada de seu irmão Thyago Cézar, recebe sua carteira da OAB (Foto: Arquivo Pessoal/ Renata Cézar)Renata acompanhada de seu irmão Thyago Cézar,
recebe a carteira da OAB (Arquivo Pessoal/ Renata)
Ainda segundo Renata, o conhecimento do direito é fundamental para a criação de leis aplicáveis. “O que falta hoje é uma população que tenha ciência dos seus direitos e do que ela tem que fazer para consegui-los. Eu não estou escrevendo para juristas, mas para a população, esse é o meu papel. Não quero pensar que alguém morreu porque o sistema de saúde é falho e a Justiça não faz sua parte obrigando o SUS que atenda quem precisa."
Sonho realizado
Na Itália, Renata diz viver um sonho. “São oito anos de dedicação em estudos. Conseguir registrar um artigo meu em uma universidade da Itália, um dos berços do direito, é fantástico. Sou muito grata a Deus”, agradece a advogada.
Apesar das dificuldades e conquistas, a advogada de Bauru não perde o ideal de justiça. “Mais do que achar um TCC na Bíblia, ter tirado 10, receber uma condecoração na Itália, o que me motiva a estudar, publicar e divulgar para a população, é a esperança de vida digna. Afinal, é para isso que o direito serve, para amparar quem precisa”, acredita Renata.
Advogada Renata Cézar viajou à Itália para receber medalha em reconhecimento a seu artigo (Foto: Arquivo Pessoal/ Renata Cézar)Renata diz realizar sonho na Itália com reconhecimento (Foto: Arquivo Pessoal/ Renata Cézar)
Fonte: G1

Bento Fernandes: Igreja Evangélica Assembleia de Deus comemora neste sábado 52 anos


Na sexta(23) inicia atividades de comemorações pela história da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Bento Fernandes. No sábado acontecerá um dia de celebração e eventos na igreja encerrando a noite com grande culto de ações de graças. O pastor Severino Anísio conduzirá os trabalhos festivo da igreja junto aos departamentos da anfitriã.

Fonte:http://portalbentofernandense.blogspot.com.br/

terça-feira, 20 de outubro de 2015

CONGRESSO DE MOCIDADE DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM GROSSOS - RN DE 13 A 15 DE NOVEMBRO



Comunista pede fuzilamento de conservadores e prisão de pastores contrários à homossexualidade


O presidente do Partido Comunista Brasileiro (PCB), Mauro Iasi (foto), pediu o fuzilamento dos conservadores e adeptos do pensamento de direita durante uma palestra no Segundo Encontro Nacional da Central Sindical e Popular.

Iasi, que é professor universitário e militante comunista, foi candidato pelo PCB à presidência da República em 2014. Em seu discurso, afirmou que o diálogo com os conservadores não deve existir, e a relação de luta contra esse pensamento deve ser à base de “uma boa bala”.

Ao final do evento, os organizadores divulgaram um documento chamado “Caderno de Resoluções”, em que acusam as igrejas – evangélicas e Católica – de fazerem parte de um sistema opressor da classe trabalhadora: “Há uma manipulação constante dos corações e mentes do povo”, diz o documento, afirmando que isso seria resultado “do papel desempenhado pelas Igrejas, Justiça, meios de comunicação”.

Fazendo apologia a questões que vão no sentido oposto ao que os conservadores – incluindo as igrejas – pregam, o documento defende a implantação do socialismo como única solução para superar a direita: “Numa sociedade socialista, algumas lutas não serão necessárias, pois teremos garantida a liberdade sexual. No entanto, no sistema capitalista exigimos – além do reconhecimento jurídico da união civil e estável entre pessoas do mesmo sexo – o direito ao casamento, pois sabemos que sob esse sistema as garantias de herança e direito aos bens construídos conjuntamente precisam de trâmites legais. Pelo direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, sem nenhum tipo de discriminação e com todos os direitos legais que derivam dessa situação! Que as Igrejas que pregam contra a homossexualidade sejam enquadradas na Lei 10948/2001 e seus pastores ou padres respondam criminalmente por LGBTfobia!”

O documento adota um tom antissemita ao apontar que o movimento comunista pede o “fim do Estado de Israel”, que seria uma nação criada para atender aos interesses “do imperialismo norte-americano, que só tem servido ao massacre e genocídio dos povos que originariamente habitavam a região”.

A expressão de intolerância contra quem discorda do pensamento comunista, disfarçada de “defesa da classe trabalhadora”, foi criticada pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ). Em sua página no Facebook, afirmou que irá abrir uma representação contra o presidente do PCB.


“Em discurso para centenas de militantes, o líder do PCB – MAURO IASI – é aplaudido ao defender fuzilamento de quem é contra o comunismo. O Partido Comunista Brasileiro, assim como o PT, foi fundador do FORO DE SÃO PAULO, em 1990. Nessa semana representarei no MP, esse professor da UFRJ, afinal o perfil daqueles que deveriam SER FUZILADOS, não por acaso, me enquadro totalmente”, escreveu.

Fonte: G+

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Extinção do cristianismo no Iraque poderá acontecer em cinco anos, apontam missionários


A situação de perseguição religiosa no Iraque é tão intensa que a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) estima que, em até cinco anos, as tradições cristãs no país serão extintas caso não haja uma “ajuda de emergência a nível internacional”.
O quadro dramático é apontado no relatório “Perseguidos e Esquecidos?”, que expõe detalhadamente a situação dos “cristãos oprimidos por causa da sua fé”.
Com dados relativos ao período de outubro de 2013 e julho de 2015, quando a pesquisa foi realizada, o relatório aponta que no Iraque, os cristãos foram reduzidos “de cerca de um milhão em 2002-2003 para cerca de 700 mil em 2006 e para menos de 300 mil” atualmente.
“A população cristã tem vindo a sofrer uma verdadeira hemorragia no Iraque, a um ritmo de 60 a 100 mil por ano”, alerta o estudo, que ressalta que “estas estatísticas sugerem que, a não ser que haja uma mudança para melhor, o cristianismo será totalmente extinto no Iraque no prazo de cinco anos”.
De acordo com informações do Diário Digital, a AIS é uma organização missionária da Igreja Católica subordinada diretamente ao Vaticano, que trabalha com o propósito de “ajudar os cristãos onde quer que eles se encontrem perseguidos, refugiados ou em necessidade”.
O documento aponta ainda que com a ascensão de grupos extremistas muçulmanos, como o Estado Islâmico, por exemplo, está havendo “um enorme êxodo de cristãos de outras regiões do Oriente Médio, como por exemplo da Síria, combinado com um aumento das pressões sobre os fiéis na Arábia Saudita e no Irã”, o que significa “que a Igreja está a ser silenciada e expulsa do coração da sua antiga região bíblica”.
“A ameaça mais grave”, aponta o relatório, tem sido o extremismo islâmico em todo o mundo: “A ascensão de grupos militantes islâmicos na Nigéria, no Sudão, no Quênia, na Tanzânia e em outras regiões da África está a desestabilizar a presença cristã no único continente que até agora constituiu a maior esperança da Igreja para o futuro”, resume.

Fonte: Gospel +

Pr. José Raimundo inaugura mais um templo em Serrinha dos Pintos-RN



Neste dia 15 de Outubro 2015, aconteceu a Inauguração de uma congregação da Assembleia de Deus, em Serrinha dos Pintos-RN, no Bairro Sampaio II, Congregação essa denominada de MONTE SIÃO.
A Multidão lotou o templo para agradecer a Deus por esta benção; Estiveram presentes o Pr. Francisco Cicero Miranda ( Pr. Presidente da AD Mossoro com supervisão em mais 24 cidades e 28 Distritos o mesmo é o vice presidente da CEMADERN), Pb. Gleferson(Mossoró), Pr. Everton (Caraubas) Pr. Antonio Holanda e sua Esposa Edailsa (Umarizal), Pr. Rogério Câmara (Patu), com supervisão naquele campo, Pr. Fausto Neto Da Silva, (Varzea Grande), Pr. Arimateia Sena e Caravana do Pico Branco, (Antonio Martins), Dc. Mizael (Martins)(Representando o Pr.Jailson Fonseca, e alguns irmão da quele igreja, Pr. Fernando ( Uirauna)PB, com alguns obreiros e suas respectivas esposas .Pb.Irmão Heider (Cong. Serrinha do Canto) e Caravana, Aux. Jose Carlos (Cong. Lajes) e caravana Dc. Aurivan Morais (Cong. Sampaio I) e caravana.Pb.Jair Morais (Sede), Cantor Dc. Esaú Marcos, Bandinha Guerreiros da Fé e Banda Adoradores do Rei.
Presença da Prefeita Rosânia Teixeira e do seu esposo Fabrício Ferreira, do Secretario de Ação Social Gilmar Morais, e do Secretario de Administração Ronaldo.
Agradecemos a todos que cooperaram, ajudaram oraram para que tudo isso acontecesse. Agradeço ao meu Deus, que mesmo sem merecer coisa alguma Ele tem cuidado de mim.
Na oportunidade também comemoramos 3 anos como Pastor da AD em Serrinha dos Pintos.
(Texto Pr. José Raimundo)




quarta-feira, 14 de outubro de 2015

"Satanás é real e vai à Igreja todo domingo", diz pastor John Hagge


Embora a Bíblia retrate Jesus sendo tentado por Satanás, ainda há cristãos que duvidam da existência da figura diabólica. No entanto, o conhecido pastor e escritor norte-americano, John Hagee alertou foi de fato "um diabo muito real que tentou Jesus no deserto".
"Foi um demônio muito real que entrou no jardim do Éden para seduzir Adão e Eva. Também foi um demônio muito real que tentou Jesus no deserto. Ele ainda está em atividade. Ele vai à igreja todos os domingos. E se você não souber reconhecê-lo e tomar autoridade sobre ele, o inimigo vai destruir a sua vida, seu casamento, seus filhos, sua igreja, suas esperanças, seus sonhos", disse o pastor da Cornerstone Church, durante um debate televisivo sobre o seu mais recente livro.
Hagee fez as declarações durante uma entrevista com James e Betty Robison em seu programa "Life Today", que foi publicado on-line, na última segunda-feira (5).
Falando sobre o seu livro "Os Três Céus: Anjos, Demônios e o que Vem Pela Frente", o autor explicou que a obra expõe "táticas diabólicas de Satanás no Segundo Céu e como elas afetam cada um de nós". No livro, Hagee usa a Bíblia, "a ciência e incríveis histórias verdadeiras do sobrenatural" para dar base às suas declarações de que o Céu é real e existe em três níveis.
Mas Hagee disse a Robison, durante sua entrevista, que embora ele acredite que Satanás seja muito real e ainda ativo entre os seres humanos de hoje, ele também acredita que os cristãos têm a defesa final contra os ataques do maligno.
O pastor disse que os crentes têm "a autoridade absoluta... sobre os poderes e principados das trevas". Ele também insistiu que há "segurança absoluta" para os cristãos, "quando eles estão na atribuição divina de Deus", que os torna "praticamente indestrutíveis".
"Os poderes do inferno não podem tocá-lo; os anjos de Deus estão a defender você", disse Hagee.

Pesquisas
Embora uma pesquisa feita pelo instituto 'Barna Group' revelou em 2009 que 40% dos cristãos americanos concordaram que Satanás "não é um ser vivo, mas é um símbolo do mal", mais 19% dizendo que concordavam em partes com essa afirmação, uma pesquisa de 2013 do grupo 'YouGov' descobriu que a maioria dos auto-identificados crentes nascidos de novo acreditavam literalmente na existência do diabo.
No geral, 57% dos entrevistados disseram "sim" à pergunta: "Você pessoalmente acredita na existência do diabo ou não?"
Quando os resultados da pesquisa são discriminados, no entanto, certos segmentos da população acreditam na existência do demônio e levam isto muito a sério.
Por exemplo, 86% daqueles que disseram que nasceram de novo responderam "sim" à mesma pergunta, com 72% dos entrevistados negros e 65% dos republicanos.

Possessão

Em sua entrevista na "Life Today", Hagee também comentou sobre possessão demoníaca, e insistiu que a leitura de livros de ocultismo, o ato de ver "filmes ocultistas" e jogos com tábuas como o 'Ouija' podem expor as pessoas a possessão demoníaca.
"Você está convidando espíritos demoníacos para infectá-lo e levá-lo de novo. E acreditem, eles podem fazê-lo em tempo recorde", disse Hagee. Ele passou a relacionar o caso de uma jovem de 18 anos que alegadamente manifestou evidências de possessão demoníaca durante um culto na igreja depois de assistir ao filme "O Exorcista".
"Agora não é uma coisa inocente, quando você entra no reino das trevas. O poder demoníaco pode levá-lo e a única coisa que vai tirá-lo de lá é a autoridade do nome de Jesus e o sangue vertido na cruz", acrescentou Hagee.

Fonte:http://guiame.com.br/

"Não precisamos de Deus. As leis da ciência bastam para explicar o universo", diz Stephen Hawkins


Quando questionado sobre seus conceitos com relação à fé e Deus, Hawkins explicou que sua relação com este tema é 'impessoal' e que não vê necessidade em 'invocar a Deus'.


Um dos cientistas mais conhecidos do planeta concedeu uma entrevista ao jornal 'El Pais' - publicada em português neste sábado (25) - e falou sobre seus conceitos com relação ao ser humano e Deus. Stephen Hawking destacou que teme pelo futuro da humanidade, mas que não seria necessário clamar por Deus.

Durante a entrevista, o cientista afirmou que a 'humanidade será superada pela tecnologia em cerca de de 100 anos'.

"Os computadores superarão os humanos graças à inteligência artificial em algum momento nos próximos cem anos. Quando isso acontecer, precisaremos nos certificar de que os objetivos dos computadores sejam os mesmos que os nossos", afirmou.

Quando questionado sobre seus conceitos com relação à fé e Deus, Hawkins explicou que sua relação com este tema é 'impessoal' e que não vê necessidade em 'invocar a Deus'.

"Utilizo a palavra 'Deus' em um sentido impessoal, da mesma forma que Einstein, para me referir às leis da natureza. As leis da ciência bastam para explicar a origem do Universo. Não é preciso invocar Deus", disse.


Criacionismo
Apesar de muitos cientistas acreditarem que uma boa relação entre fé e ciência não é possível, este paradigma tem sido contrariado por adeptos do criacionismo, como o norte-americano Ken Ham e o brasileiro Adauto Lourenço.

Em suas palestras, Adauto Lourenço afirma que o trabalho do criacionismo não é exatamente prova a existência de Deus, mas sim que o mundo foi criado.

"Deus existe e isto é fato. Não é necessário que eu comprove. Porém é possível provarmos que a terra foi criada, não formou-se espontaneamente, e se ela foi criada, creio que isto aconteceu pelas mãos de Deus", explicou em uma palestra ministrada anos atrás, na Universidade Mackenzie.

Já Ken Ham tem se empenhado em comprovar cientificamente, fatos registrados na Bíblia e armazenado suas descobertas em seu site e no Museu da Criação, por ele fundado.

Primeiro casamento de 3 mulheres é oficiado no Brasil


Com a legalização do casamento gay pelo STF em 2013, muito se especulou qual seria o “próximo passo” do reconhecimento de relacionamentos fora do padrão tradicional.
Mesmo com pouco alarde, a poligamia (ou poliamor, como prefere a mídia) atingiu o mesmo status este mês no Brasil. O Rio de Janeiro é o primeiro estado a reconhecer em cartório o relacionamento de três mulheres.
O 15º Ofício de Notas do Rio, na Barra, registrou a união estável de uma empresária, de 32 anos, uma dentista, também de 32, e uma gerente administrativa, de 34.
Com isso, elas dão início agora a um precedente jurídico. Embora não tenham divulgado seus nomes, a advogada Fernanda de Freitas Leitão, tabeliã do 15º Ofício, confirma o fato.
Ela explicou os benefícios desse tipo de união: “Pleitear pensão previdenciária, admissão no plano de saúde e declaração conjunta do Imposto de Renda. Além disso, é possível estabelecer direitos patrimoniais. Porém, depois de lavrada a escritura de união poliafetiva, não é garantido que ela produzirá os efeitos pretendidos nos órgãos competentes”.
Ou seja, elas possuem agora uma união que inclui testamentos de bens. Oficialmente elas possuem um precedente jurídico. Sua luta agora é para que isso conste da certidão de nascimento da criança que elas pretendem ter. Já se preparam para recorrer à justiça assim que a empresária engravidar, o que deve acontecer em 2016.  Elas desejam que a criança tenha os sobrenomes das três.
“Somos uma família. Nossa união é fruto de amor. Vou engravidar, e estamos nos preparando para isso, inclusive, financeiramente. A legalização é uma forma de a criança e de nós mesmas não ficarmos desamparadas. Queremos usufruir os direitos de todos, como a licença-maternidade”, afirmou a empresária ao jornal O Globo.
As três dizem que vivem em um apartamento de três quartos, mas dormem todas juntas na mesma cama.
A divulgação desse caso ocorre em um momento onde existe uma grande pressão para que a presidente Dilma Rousseff vete o chamado “Estatuto da Família” – projeto de lei 6583/13.  A iniciativa, aprovada em comissão especial na Câmara Federal, é uma iniciativa da bancada evangélica.
texto define a família como a união entre homem e mulher por meio de casamento ou união estável, ou a comunidade formada por qualquer um dos pais junto com os filhos. O projeto apenas reforma a Constituição Federal, que usa esses termos para definir família no artigo 226.
Os movimentos gays tem pressionado para que o Estatuto não se torne lei. Para isso, contam com o apoio das deputadas petistas Erika Kokay (PT-DF) e Maria do Rosário (PT-RS) – e dos deputados Jean Wyllys (PSol-RJ), Glauber Braga (PSol-RJ) e Bacelar (PTN-BA). Eles tem feito uma mobilização, recolhendo assinaturas para apresentar recurso para que o Projeto de Lei seja votado (e vetado) pela Câmara.
Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Primeira-ministra alemã diz que Europa precisa voltar a Deus e à Bíblia para superar crises


A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que a Europa precisa retornar às suas raízes e se reaproximar de Deus e da Bíblia para contornar a atual crise imigratória, que tem contornos religiosos.

Durante uma visita à Universidade de Berna, na Suíça, Merkel foi questionada sobre como encara os “perigos da islamização da Europa” e o potencial conflito gerado por extremistas. A resposta da primeira-ministra alemã, tida como a segunda pessoa mais poderosa do mundo, foi surpreendente.

Merkel, que é filha de um pastor, sugeriu que as pessoas devem voltar à “tradição de assistir a um culto na igreja de vez em quando, e ter alguns fundamentos bíblicos” para ter suas bases inabaláveis. “Muitos não têm uma compreensão de conceitos cristãos como Pentecostes”, acrescentou, falando sobre o abandono dos europeus à fé.

No atual debate sobre o islamismo e a identidade da Europa, Merkel afirmou que voltar à Bíblia “poderia levar-nos lidar novamente com nossas próprias raízes e conhecê-las melhor”, preparando o continente para enfrentar as diferenças com os muçulmanos.

A primeira-ministra também disse que apesar de o terrorismo islâmico ser uma realidade onde há concentração de muçulmanos, parte da responsabilidade por isso é do mundo ocidental: “Tragicamente, esta é também uma realidade que também tem a ver com a gente. Muitos destes jovens que lutam por eles [terroristas] cresceram em nossos países”, analisou.

Por fim, Angela Merkel afirmou que vê com cautela as reações “defensivas” do povo alemão sobre a postura adotada por seu governo de abrigar imigrantes: “O medo nunca foi um bom conselheiro. Culturas que são marcadas pelo medo não vão conquistar o seu futuro”, apontou.

Ao final, de acordo com informações do Evangelical Focus, Merkel falou mais uma vez sobre as questões de fé e disse que gostaria de ver mais pessoas indo às igrejas e aprendendo sobre a mensagem do Evangelho: “Eu tenho que ser muito honesta. Todos nós temos a oportunidade e a liberdade de ter a nossa religião, de praticá-la, e acreditar nela. Eu gostaria de ver mais pessoas que têm a coragem de dizer: ‘Eu sou um crente cristão’. E mais pessoas que têm a coragem de entrar em um diálogo”, disse a primeira-ministra, lembrando da mensagem de paz pregada por Jesus.

Fonte: Gospel +

UM BOM EXEMPLO: ASSEMBLEIA DE DEUS EM JAÇANÃ COMEMORA DIA DA CRIANÇA EM GRANDE ESTILO.


O evento que já é tradicional no municipio de Jaçanã, a cada ano vem conquistando mais respeito. O dia das crianças deste ano foi cheio de inovações, muitos presentes, lanches e muitas interatividades. Ha quem diga que este trabalho realizado pela Assembleia de Deus em Jaçanã é um dos maiores do RN e do Curimatau Paraibano. Segundo a missionária Betanea Dantas esposa do Pastor José Jofe Dantas responsaveis por este mega evento, tudo é a custo de muita oração e trabalho em equipe. Nós que fazemos parabenizamos a todos que fazem a Ad Jaçanã, porque não mede esforços e não olha para o credulo religioso de nenhuma pessoa que chega para festa das crianças.



Fonte:http://www.edigarabencoado.com/

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

PÁRA DE ENROLAR A MOÇA!



Nessa jornada preciosa até o altar já vimos muitas histórias
acontecendo. Já realizamos muitos casamentos e acompanhamos até hoje solteiros,
casais de namorados e até mesmo temos uma equipe de discípulos que são casados.


No que se trata do período de “namoro” ou semelhante se você
usa outro nome para se referir a um compromisso entre duas pessoas, percebemos
que, algumas vezes, os rapazes têm um certo receio em pedir a moça em
casamento. A razão disto é que querem uma suposta estabilidade de alguém casado
mas sem serem casados ainda. Querem primeiro ter a casa própria e depois disto
imobiliá-la toda. Querem esperar terminar aquele curso de idiomas, passar no
concurso tal, conseguir uma grande promoção no emprego, enfim... Coisas que,
geralmente, se conquista junto. E o gosto de conquistar juntos não tem preço.

Falamos isso por conta própria. Ganhamos algumas coisas
quando estávamos casando. No entanto, o que mais valorizamos dentro de casa são
as coisas para as quais olhamos e somos remetidos à nossa história e o que
passamos para ter aquilo. É claro, sem desmerecer ou desvalorizar cada coisa
que ganhamos.

O mais importante é quem irá entrar ali naquela casa ou
apartamento. Conheço pessoas que tem tudo, mas não tem um casamento feliz.
Conquistar as coisas juntos tem um sabor muito diferente, muito melhor.

Não tenha medo. Você nunca estará 100% pronto mesmo.
Casamento não vem pronto, se constrói.


Fonte: http://euescolhiesperar.com/

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

CQC chama Estatuto da Família de inconstitucional e é contrariado pelo público

Dentro da campanha ferrenha que a mídia brasileira vem fazendo contra o Estatuto da Família, o programa CQC, da rede Bandeirantes, tentou acrescentar mais um capítulo. Contudo, a reação do público não foi a esperada.
O humorístico apresentou uma matéria para tentar mostrar o que pensam os deputados federais sobre o tema. Logo em seguida, propôs uma enquete sobre o tema aos seus telespectadores.
A pergunta lançara era: “Que tipos de casais devem ser contemplados no Estatuto da Família?”.  Era possível votar em duas opções 1) ‘Todos os Tipos’ e 2) – ‘Somente os heterossexuais’.
No final do programa, os membros da bancada leram o resultado, embora visivelmente contrariados. Apenas 18% dos internautas responderam que eram “todos os tipos”. A esmagadora maioria, (82%) parece concordar com a comissão especial da Câmara, e ficam com a chamada “família tradicional”, composta de homem e mulher.
Tanto Marco Luque quanto Dan Stulbach ficaram sem saber o que dizer. Certamente estavam esperando outro resultado. Diferentes versões de trecho do programa foram compartilhadas pelas redes sociais.
Comentados e compartilhados por mais de 120 mil pessoas, o que foi postado no perfil do pastor Marco Feliciano mostra que o tema tem chamado atenção em especial dos evangélicos.

O que é o Estatuto da Família

Dia 24 de setembro, a comissão que discute o Estatuto da Família aprovou o texto principal do projeto que define como família a união entre homem e mulher. O projeto é polêmico por não aceitar como família uniões formadas por pessoas do mesmo sexo.
O texto define a família como a união entre homem e mulher por meio de casamento ou união estável, ou a comunidade formada por qualquer um dos pais junto com os filhos. O projeto não é uma criação da bancada religiosa, pois a Constituição Federal já reconhece esses termos para definir família no artigo 226.
Porém o Estatuto da Família busca a preservação da mesma, falando sobre direitos da família e as diretrizes das políticas públicas voltadas para atender a entidade familiar através da saúde, segurança e educação.
Assista:

Total de visualizações de página