quinta-feira, 31 de maio de 2012

VEREADOR É UM DOS EVANGÉLICOS QUE CARLOS EDUARDO DIZ QUE NÃO ACEITA NO PALANQUE



O vereador evangélico Adenúbio Melo (PSB) continua sua via crucis. Ele eo vereador Bispo Francisco de Assis (PSB) passaram a semana passada inteira nas páginas de jornais, blogs e nos noticiários políticos.
Adenúbio Melo já deu inúmeras declarações a imprensa sobre o voto que proferiu na Câmara Municipal do Natal que terminou por ajudar na rejeição das contas do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT).
Indignado o ex-prefeito vem fazendo pressão para a negação da legenda aos vereadores para a campanha de reeleição de outubro deste ano. A pressão de Carlos Eduardo, agora, diz respeito a não aceitação, de sua parte, que os vereadores evangélicos subam no seu palanque durante a campanha. Antes o ex-prefeito já havia se pronunciado favorável a negação da legenda aos dois "infiéis", como ele próprio tratou o vereador Adenúbio Melo e o vereador Bispo Francisco de Assis.

“A ex-governadora Wilma de Faria é a presidenta do nosso partido e faz o que quer, entretanto, não acredito que ela irá nos punir por isso. Sou evangélico, tenho defeitos mas não posso ser contra os meus princípios. Nessa matéria, eu e o Bispo Francisco de Assis não poderíamos votar de outra forma. O partido fez uma reunião na véspera da votação e nós já tínhamos posição definida e Carlos Eduardo nem é do nosso partido”. são dclarações do vereador Adenúbio Melo comentando declarações de Wilma de Faria que irá punir os vereadores do PSB considerados dissidentes.
Questionado sobre declarações do vereador Júlio Protásio, também defendendo punição para os vereadores considerados dissidentes do PSB, Adenúbio Melo preferiu não responder.
Adenúbio Melo destaca que não tem nada de pessoal contra o ex-prefeito e que se Carlos Eduardo conseguir viabilizar sua candidatura e for realmente o candidato indicado pelo seu partido votará nele sem nenhum problema. “Não contrariei o PSB e votarei obedecendo a orientação do partido nas eleições deste ano”, ressaltou Adenúbio Melo, que é um dos integrantes da bancada evangélica na Câmara Municipal de Natal. Adenúbio disse também que não pretende deixar o PSB e que não recebeu pressão de ninguém para votar pela reprovação das contas de Carlos Eduardo. “A própria prefeita de Natal, Micarla de Sousa nos deixou à vontade para votar de acordo com a nossa consciência. Peguei o relatório, analisei junto com meus advogados e fui aconselhado pelos da minha igreja para votar favorável”, disse o vereador, que é evangélico praticante da Assembleia de Deus e afirmou ter orado muito antes de proferir o seu voto contra a aprovação das contas do ex-prefeito Carlos Eduardo. (JP)
NOTA: QUAL O PREÇO DA CONSCIÊNCIA E DIGNIDADE DE UM HOMEM?  EXISTE UM PREÇO PARA AFIRMAR QUE O ERRADO É CERTO? SEGUNDO A PALAVRA DE DEUS NÃO, ENTÃO NESTE CASO PARABENS PARA OS VEREADORES DEFENDEREM A VERDADE ACIMA DE SEUS INTERECES, ALGO RARO HOJE EM DIA.

Total de visualizações de página