quarta-feira, 27 de junho de 2012

PEN: Assembléia de Deus é tida como responsável por criação de novo partido político


A semana passada a Justiça Eleitoral aprovou a criação do mais novo partido político brasileiro. O Partido Ecológico Nacional (PEN) surgiu tendo como presidente Adilson Barroso, ex-deputado estadual de São Paulo pelo PSC, e afirma em seu site ser baseado nos “conceitos da Social Democracia Cristã”.
Oficialmente o partido não anunciou nenhuma relação com alguma instituição religiosa em específico, mas segundo a coluna Panorama Político, do Globo, o partido seria controlado pela igreja evangélica Assembleia de Deus.
De acordo com o jornal, Adilson Barroso, está convidando os 24 deputados eleitos pela igreja para ingressarem no PEN, e acertou que o deputado Fernando Francischini (PSDB) vai comandá-lo no Paraná.
Com isso a Assembleia de Deus estaria, segundo o jornalista Ilimar Franco, seguindo o exemplo da Igreja Universal, que é a “proprietária” do PRB. Com a confirmação da migração dos deputados da igreja para o novo partido o PCS será o partido mais prejudicado, visto que perderá 10 de seus 16 deputados.
Mesmo já tendo sido aprovado pela Justiça Eleitoral, o partido não poderá concorrer às eleições municipais desse ano, pois a legislação atual exige pelo menos um ano de existência para que os partidos participem do pleito.

Total de visualizações de página