sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Apresentador de TV muçulmano lamenta situação de cristãos no Iraque e chora durante programa ao vivo; Assista


A situação dos cristãos iraquianos, perseguidos de forma brutal pelos extremistas muçulmanos do grupo Estado Islâmico (ISIS, na sigla em inglês), emocionou o apresentador de uma emissora de TV no país e o levou às lágrimas.

Durante um programa de entrevistas, o apresentador dizia que havia chorado em sua casa pela situação dos cristãos de seu país, quando não segurou as lágrimas e chorou ao vivo.

Nahi Mahdi lamentou a postura dos extremistas do ISIS e disse não compreender o motivo que os levou a agredir os cristãos. “Eles são a nossa própria carne e sangue”, afirmou. “Alguns deles foram para a Suécia ou a Alemanha… Quem é que [os extremistas do ISIS] pensam que são para expulsar nossos compatriotas?”, questionou o apresentador, demonstrando indignação.

As incursões do ISIS em Mosul, no norte do Iraque, forçaram milhões de cristãos a abandonarem suas casas e carros e fugirem à pé da região. Muitos que fugiram para uma região montanhosa acabaram encurralados e morreram de fome e sede.

Os extremistas têm divulgado que as opções dos cristãos que vivem na região são: se converter ao islamismo; ou pagar um imposto, abandonar tudo e fugir; ou ainda ficar e morrer.

O apresentador lamentou a situação dizendo que o Iraque é um país com diversidade, e essa crise poderia destruir a identidade da nação: “Nosso país é como uma rosa, e suas pétalas são os cristãos, os árabes, os curdos, os sabeus, as pessoas Shabak… Estes todos são os nossos compatriotas”, afirmou.

Um dos convidados do programa, também muçulmano, concordou com o apresentador: “Os cristãos têm feito nada de errado. Eles não ferem uma alma. Pelo contrário, são pessoas pacíficas, que amam todos os grupos religiosos. Eles são pessoas honradas, com altos valores morais e seu próprio senso de Justiça. Estamos 100% em solidariedade a eles”, concluiu.

Total de visualizações de página