quinta-feira, 18 de abril de 2013

Igreja Universal publica orientações para as práticas sexuais dos fiéis: “Vale o gosto do casal”


A Igreja Universal do Reino de Deus é conhecida por recomendações explícitas a seus fiéis sobre questões cotidianas de suas vidas, em áreas como matrimônio, finanças e espiritualidade.

O site oficial da denominação publicou uma espécie de “manual do sexo” para seus fiéis, escrito pelo bispo Renato Cardoso e sua esposa, Cristiane Cardoso, que é filha do fundador da Universal, bispo Edir Macedo.

No texto, há uma recomendação clara contra o sexo anal: “O ato é contra a Palavra de Deus e, de acordo com a medicina, doenças venéreas surgem em decorrência dele. A anatomia da mulher não foi feita para isso”, adverte o texto.

Outras questões, como o sexo oral, são colocadas no âmbito do livre arbítrio: “Vai a gosto do casal, pois a Bíblia não fala nada a respeito. Há quem goste, outros não. Apenas não imponha o ato ao outro”, pondera.

Situações que não envolvem um ato específico, mas sim um conjunto de fatores, também são abordadas no “manual”. O texto fala sobre a falta de desejo sexual como uma questão mais racional: “Há coisas que você não tem vontade de fazer e faz, como, por exemplo, acordar de manhã para trabalhar, entre outras. Por isso, se a gente for fazer só o que tem vontade, vamos deixar de fazer muitas coisas”, sugere.

Em casos que o marido não está disposto para a prática, a indicação do texto é que a esposa não force situações: “A mulher não deve impor o ato para o marido, porque isso só faz diminuir o desejo dele. Muitas, para conseguir uma iniciativa do marido, acabam fazendo críticas do tipo: ‘Você não quer nada’, ‘Você não é homem’, Não haja assim, não vai resolver”, orienta o casal Renato e Cristiane Cardoso.

Sobre pornografia, uma ilustração feita com lixo é usada pelo casal para desaconselhar que se apele para essa alternativa a fim de melhorar a prática sexual.

“Suponhamos que você decida, todas as vezes que sair, trazer algum lixo que encontrou na rua para dentro de casa, sem nunca removê-lo. Certamente, ficaria uma casa inabitável. Assim como não gostamos de uma casa suja e abominamos a sujeira, na vida sexual existe também a sujeira que muitos casais trazem para o leito. Você deve tomar cuidado para não trazer a poluição do mundo para o quarto, há ensinamentos falsos com respeito ao sexo, com o objetivo de apimentar a relação entre o casal. Há quem diga que o casal deve ver pornografia junto, ter aventuras, usar vibrador, se masturbar, ter casos extraconjugais, é muito lixo, uma podridão. É preciso entender que as pessoas praticam o que está dentro delas, sem qualquer limite, se entregam aos prazeres e recomendam isso aos outros. O que estamos falando é para você usar a inteligência e julgar as consequências de certas atitudes que são promovidas como boas para a vida íntima do casal, mas na verdade não são”, afirma o “manual do sexo” escrito por Renato e Cristiane Cardoso.

A receita, segundo o casal, é guardar os desejos para o momento separado para a prática: “Se você quer ter um sexo maravilhoso com o parceiro e parceira, guarde o seu apetite sexual para explodir quando estiverem juntos, em vez de se masturbar, assistir pornografia ou usar estímulos artificiais antes do ato”.


Fonte:Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Total de visualizações de página