sábado, 3 de maio de 2014

Bolsa Família terá aumento de 10% a partir de 1º de junho


A partir de 1º de junho, o valor que define a linha de extrema pobreza do país será reajustado em 10%, de R$ 70 para R$ 77. Com isso, o Programa Bolsa Família garantirá a complementação de renda de forma a que nenhuma família tenha ganho mensal per capita abaixo de R$ 77. Ao todo, 36 milhões de pessoas se manterão fora da situação de extrema pobreza em decorrência da transferência de renda do Bolsa Família.

O parâmetro adotado para a linha de extrema pobreza no Brasil no lançamento do Plano Brasil Sem Miséria, em junho de 2011, é o mesmo que a Organização das Nações Unidas usa para os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio: US$ 1,25 ao dia, por pessoa. O valor foi atualizado pela paridade do poder de compra.

Da mesma forma, outros benefícios do Bolsa Família foram atualizados, de acordo com decreto da presidenta Dilma Rousseff publicado na edição de hoje (2) do Diário Oficial da União. O benefício variável pago por gestante, nutriz, criança ou adolescente até 15 anos de idade sobe de R$ 32 para R$ 35, até o limite de R$ 175 mensais por família. Já o benefício variável vinculado ao adolescente até 17 anos passa de R$ 38 para R$ 42 mensais, até o limite de R$ 84 mensais por família.

Total de visualizações de página