quarta-feira, 4 de junho de 2014

Missionário cristão é condenado à prisão perpétua na Coréia do Norte





Um missionário cristão da Coréia do Sul foi condenado a prisão perpétua com trabalhos forçados na Coreia do Norte.

O regime acusa Kim Jung Wook de espionar para a Coreia do Sul e de tentar estabelecer igrejas subterrâneas.

Wook foi preso ao tentar entrar no país, no último mês de outubro.

Em uma conferência de imprensa, antes de a mídia estatal da Coreia do Norte, Wook "admitiu" ter cometido atos religiosos, e "maliciosamente ferir a dignidade" do regime norte-coreano.

A Coreia do Sul disse que Kim não é um espião e condenou a sentença de prisão perpétua como muito dura.

O trabalho missionário é ilegal na Coreia do Norte. Distribuir bíblias ou realizar cultos são puníveis com expulsão de um campo de trabalho ou execução.

O missionário americano Kenneth Bae e o australiano John Short também estão presos na Coreia do Norte. 

Fonte:CpadNews

Total de visualizações de página