segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Cristãos argelinos são barrados no aeroporto por carregarem Bíblias


Dois jovens cristãos argelinos foram interpelados pela polícia no aeroporto de Oran, e submetidos a um longo interrogatório na sexta-feira, 16 de janeiro, depois de oficiais encontrarem Bíblias de uso pessoal na bagagem de cada um.

“Os dois estavam no aeroporto Ahmed Ben Bella Oran a espera de um voo da companhia aérea nacional Air Algeria com destino a um país vizinho. Uma vez que cada um deles tinha uma Bíblia em sua bagagem, eles foram levados pela polícia e submetidos a um longo interrogatório. Todas as perguntas se referiam aos motivos que os levaram a mudar de religião”, explica Kader, líder de uma igreja evangélica em Oran. Após o interrogatório os dois foram autorizados a embarcar no avião.

Kader acredita que o interrogatório é parte de “uma tentativa deliberada de intimidar os cristãos" na Argélia. "Situações como essa são injustas e violam a lei", afirmou. Ele se refere à Constituição argelina que garante no capítulo quatro, o artigo 29, a liberdade de religião e de consciência.

De acordo com Kader, a lei argelina proíbe formalmente a pregação para muçulmanos e a distribuição de livros cristãos (Bíblias ou outros escritos explicando o cristianismo), mas não condena a posse de uma Bíblia pessoal. "Apesar disso, autoridades do país se acham no direito de interrogar os cristãos em suas crenças pessoais, simplesmente porque eles carregam uma Bíblia", concluiu. 

Fonte:Portas Abertas

Total de visualizações de página