sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Pastor exorta legisladores cristãos a obedecerem a Deus e não aos homens

O pastor Matt Trewhella foi convidado a fazer um pronunciamento na Câmara dos Deputados do estado de Montana, EUA. Assim como no Brasil, vários deputados são evangélicos e fazem campanhas por questões relacionadas a fé. Porém, o sermão do pastor incomodou muita gente.
Autor do livro “A doutrina de legisladores menores”, que defende que pessoas que detém algum tipo de poder deveriam se recusar a obedecer leis que são imorais ou profanas, que de alguma maneira contrariam a Palavra de Deus. O título do sermão exortativo foi “O dever do legislador menor face à tirania”.
Diante de 30 deputados, Trewhella listou várias questões amplamente debatidas na sociedade: “O assassinato a sangue frio dos fetos, a instituição do casamento homossexual, a descriminalização do adultério, o divórcio sem culpa, a quantidade de leis criadas pelo Estado para incomodar as pessoas. A crescente tirania de nosso país…”.
Seu argumento principal é que algumas leis federais, por ordem do presidente, do Senado, ou da Suprema Corte, acabam minando os valores defendidos pelos cristãos. Para o pastor, são os “legisladores menores” (deputados estaduais, juízes, promotores e vereadores) quem deveriam se posicionar por viverem mais perto do povo.
Instou os presentes “Vocês devem governar de acordo com as regras divinas. Não devem fazer leis ou políticas que contradizem a lei moral ou a Palavra”, clamou o pastor.
Passou então a lembrar de vários exemplos bíblicos onde o povo de Deus se recusou a cometer o mal e decidiu obedecer a Deus ao invés dos homens. Ressaltou que mesmo servindo o rei, Daniel desobedeceu um decreto de Dario que o proibia de orar ao seu Deus.
Finalizou dizendo que os deputados cristãos deveriam ser exemplo de vida e de dedicação e não poderiam se esquecer que estão ali por que Deus os colocou. Leu o texto de Romanos 13:1 “As autoridades que existem foram por ele estabelecidas”. Ressaltando ainda que “A Bíblia diz claramente. O Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e os dá a quem quer”. (Daniel 4: 32) Ele nos criou e como devemos ser governados por Deus, que é o doador da lei e o governante supremo”.
Obviamente esse tipo de discurso em um ambiente público gerou queixas de quem defende a separação entre a Igreja e o Estado. Houve protestos, mas os conservadores são maioria na Câmara de Montana.  Com informações Examiner

Total de visualizações de página