quinta-feira, 28 de maio de 2015

Desafio do Charlie: adolescentes enfrentam pavor em “brincadeira” de invocação de espírito


A nova moda entre adolescentes do mundo todo é publicar vídeos nas redes sociais de um desafio a um espírito chamado Charlie. A mania se espalhou pelo mundo todo e vem ganhando manchetes em sites e jornais.

O desafio da brincadeira é invocar o espírito de um fantasma, chamado Charlie, que supostamente responderia usando um lápis sobre uma folha em branco com as palavras “Sim” e “Não”.

“Charlie, Charlie, você está aí?”, dizem os adolescentes em vídeos publicados nas redes sociais. Na sequência, repetindo o nome do suposto espírito novamente, os desafiantes perguntam se podem jogar, e se o lápis apontar para a palavra “Sim”, a brincadeira está liberada.

Não raro, os adolescentes se mostram apavorados com a brincadeira e, aos gritos, correm do local onde realizavam o “ritual”.

Como não poderia deixar de ser, muitos gravam vídeos fazendo piadas com a nova mania. Por exemplo, um usuário do aplicativo Vine publicou a gravação de sua “conversa” com o espírito, onde ele perguntava qual sabor de macarrão instantâneo deveria comer.

De acordo com o jornal inglês Daily Mail, as mudanças de direção dos lápis, apontando para “sim” ou “não” “provavelmente acontecem porque eles estão precariamente equilibrados e os jogadores, nervosos, exercem pressão sobre a mesa sem perceber, causando a oscilação”.

Para o colunista do Gospel+ e editor do blog Holofote.Net, Paulo Teixeira, comentou a nova mania, dizendo que “apesar de se parecer uma brincadeira, não se brinca com essas coisas”.


Ele relatou que uma experiência vivida por colegas de seu filho que resolveram fazer o “desafio do Charlie” e que terminaram internados em um hospital.

“Por questão de ética (e também evitar problemas judiciais), não cito o nome, mas na escola de meu filho (também de orientação cristã) há rumores e comentários da mesma ocorrência, com 3 meninos que teriam feito a tal ‘brincadeira ocultista’ no banheiro, e fenômenos sobrenaturais como descargas e torneiras sendo ‘auto acionadas’, e portas das latrinas abrindo e fechando sozinhas teriam ocorrido, além dos 3 alunos ficarem em estado de histeria e pânico, gritando e chorando sem conseguirem sair do banheiro, e que tiveram de ser carregados pra fora, sendo 2 conduzidos de imediato ao hospital, e o terceiro também o foi posteriormente. Se forem realmente verdade tais notícias, podemos estar diante de uma nova onda de ataques satânicos, assim como uma onda forte de suicídios também tem assolado o mundo nesses últimos dias…”, escreveu Teixeira.
Fonte: Gospel +

Nota deste blog: Cuidado uma brincadeira aparentemente inocente pode ser uma brecha para o inimigo agir e trabalhar. Por isso: "O filho de Deus se manifestou para desfazer as obras do diabo." (I João 3.8)

Total de visualizações de página