sábado, 7 de julho de 2012

COMEÇA O TERRORISMO POLÍTICO ELEITORAL EVANGÉLICO


O que vou informar aqui no Blog é apenas a primeira consequência da presente campanha eleitoral. Quem leu a postagem anterior - NATAL PODE TER VICE-PREFEITO EVANGÉLICO - compreendeu que o pastor Osório Jácome, vereador do PSC em Natal, poderia vir a ser indicado candidato a vice-prefeito de Natal na possível re-candidatura da atual prefeita Micarla de Sousa (PV).


Acontece que a prefeita anunciou sua decisão de não concorrer motivada por questões pessoais e de saúde.
O PMN municipal, partido liderado a nível estadual pelo deputado Antonio Jácome, apoiava na administração municipal a gestão micarlista e, coerentemente, intencionava seguir sua candidatura. Com a saída da prefeita Micarla de Souza o diretório municipal do PMN, através de seu presidente, Jacó Jácome, anunciou apoio a candidatura do deputado estaudal Hermano Moraes (PMDB) que ganhou, na costura política, o pastor Osório Jácome para vice-prefeito.
Essa reviravolta, coisa natural no terreno político, deixou partidários da prefeita Micarla de Sousa indignados. Partidários que respiram aliviados, diga-se de passagem, com sua decisão de não enfrentar as urnas. É que eles, todos com "compromissos" secretos, não teriam como sustentar uma posição que agradasse aos candidatos a quem juraram apoio.
Ontem recebi a informação de que pessoas indicadas pelo deputado Antonio Jácome para funções na Secretaria de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes - SEHARPE, estão na mira de um vereador evangélico que, a todo custo, tenta cooptá-los para o seu projeto de reeleição.
O vereador tem procurado os funcionários da SEHARPE e ameaçado os mesmos de demissão caso prossigam apoiando o projeto do grupo do deputado Antonio Jácome que é eleger o presidente do diretório do PMN em Natal, Jacó Jácome, vereador em outubro.
Espero que o dito vereador ponha fim a sua sanha terrorista. Caso contrário estaremos aqui, deste cantinho, denunciando qualquer ato desta natureza.
Assumo um compromisso com os poucos leitores do Blog: não deixarei de denunciar nenhum ato desabonador por parte de evangélicos que estão envolvidos nesta eleição. Continuarei firme neste propósito até que eles entendam que não devem misturar política com evangelho e deixem de usar o nome de igrejas e ministérios sérios.

Total de visualizações de página